segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Dragão vai receber novo "tapete" verde


Tem sido uma das notas cada vez que o bicampeão português FC Porto joga no Estádio do Dragão: o tapete verde da casa portista está longe das melhores condições, bem diferente daquilo que é hábito na casa azul e branca.

 Por isso, de acordo com o jornal O Jogo, a substituição do relvado vai avançar numa data ainda a definir, mas que seguramente não irá ultrapassar o período natalício, altura em que o FC Porto fica 25 dias sem utilizar o Dragão.

É um post muito curtinho, mas nota-se claramente que este relvado está algo aquém do esperado. 

5 comentários:

Anónimo disse...

É lógico e evidente, que nenhum presidente ou administrador quer um relvado daqueles, mas, nem sempre as coisas correm bem, falta ali algum ingrediente, talvez mais um pouco de tempo, sol, quem sabe!
Vamos aguardar, porque as pessoas responsáveis estão atentas.

Agora srs portistas, nos dias que correm não há clube nenhum que resista a uns milhares de euros, em troca da realização de qualquer espectáculo no estádio, sem prejudicar evidentemente o clube.

Grande montra é o FCP, ainda agora começou o campeonato e já nos vão levar a equipa toda!.. que chatice.

O PORTO É GRANDE, VIVA O PORTO.

Anónimo disse...

Para mim, nunca deveriam haver concertos, especialmente quando estragam o que está bom . Diga-se que a verba de 100 mil a 200 mil sendo enorme para o comum dos cidadãos, é uma gota no orçamento e na actividade do FC Porto.

Ainda admitiria concertos, se não houvesse necessidade de mudar o relvado ou a ter que rectificar alguma coisa no estádio, fossem aspectos que não estão dependentes de condições biológicas e atmosféricas. Assim, estamos sempre dependentes de factores externos que não controlámos.

É evidente que como diz:" para além da verba, dão uma grande visibilidade, mundial, ao estádio, ao clube e à cidade", mas não é menos verdade que o estado lastimável do relvado também dá visibilidade pelas piores razões quando vêem os nossos jogos na Liga dos Campeões e não só. Aliás, ainda um dia destes estava a ver um jogo, de um cadeia estrangeira com comentários em inglês e fizeram referência a esse aspecto do relvado.

Por isso, por principio sou contra concertos em estádios com a intensidade competitiva como o nosso, mas ainda abria uma excepção se a troca de relvado fosse uma mera formalidade, não havendo qualquer tipo de dúvida quando à excelência do novo relvado. Como isso, não é possível, concertos não obrigado.

Mas parece que essa política que até à pouco dava para o Pinto da Costa gozar com os adversários, é para continuar, segundo as notícias já há um novo concerto na forja, esperemos que este problema com o relvado deste ano seja a excepção. Caso contrário, Pinto da Costa e a SAD que tirem as suas conclusões. E como sei que são inteligentes, não os estou a ver a sacrificar o futebol por 100/200 mil euros. A ausência de alguns lesionados recentes por causa do relvado vale mais do que isso. Felizmente tem corrido bem, caso contrário podia ser irreparável, ainda para mais num campeonato competitivo como este. Haja bom senso.

Rui António Dias Moreira disse...

Este relvado já dava para notar que já devia ter sido mudado com tempo e que o concerto dos Coldplay veio estragar o que estava bom, mas espero que mude para melhor e que o F.C.Porto faça a melhor escolha possível.

Abraço

Silvestre disse...

Boa Tarde

Existe de facto uma tradição de décadas em relação ao(s) relvados quer do estadio das Antas quer do Dragão, serem de excelente qualidade.

Mas prefiro problemas no relvado do que na equipa, que sorte a nossa ter um mau relvado de momento e uma excelente equipa que tanto joga bem neste como noutro qualquer.

Somos Porto e por isso o problema da relva será resolvido com competência.

Avancemos;

Anónimo disse...

já era tempo de o porto canal ter um site melhor e de põr a funcionar o link que permitia ver o canal na net..