segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

F.C.Porto 1-2 Nacional . E acabou a invencibilidade do F.C.Porto


assistência: 30.018 espectadores.

Árbitro: Olegário Benquerença (Leiria), Assistentes: João Santos e Luís Marcelino; 4.º Árbitro: Jorge Ferreira.

FC PORTO: Kieszek; Fucile, Rolando «cap.», Sereno e Rafa; Guarín, Rúben Micael e João Moutinho; Hulk, Walter e James.
Substituições: Fucile por Sapunaru (61m), Rúben Micael por Belluschi (74m), Guarín por Ukra (84m).
Não utilizados: Helton, Maicon, Souza e Castro.
Treinador: André Villas-Boas.

NACIONAL: Bracali; Claudemir, Felipe Lopes, Tomasevic e Danielson; Edgar Costa, Bruno Amaro, Luís Alberto «cap.» e Skolnik; Diego Barcellos e Orlando Sá.
Substituições: Skolnik por João Aurélio (56m), Orlando Sá por Pecnik (71m) e Diego Barcellos por Anselmo (75m).
Não utilizados: Elisson, Patacas, Todorovic e Mihelic.
Treinador: Pedrag Jokanovic.

Marcadores: Hulk (64m, g.p.), Anselmo (78m e 85m).

Disciplina: cartão amarelo a Sereno (45m), Luís Alberto (56m), Tomasevic (63m), Diego Barcellos (72m), Hulk (86m), Danielson (90+1m).

A combinação entre um Dragão murcho no primeiro tempo e um pouco mais atrevido no segundo resultou na primeira derrota da época para o FC Porto, quebrando um ciclo de 36 jogos sem conhecer o sabor da derrota.

Os Dragões estiveram a vencer por um golo mas erros fatais do guarda-redes Kieszek e desatenção da defesa portista permitiram aos insulares impor a primeira derrota da época aos portistas.

No primeiro tempo, o FC Porto mostrou-se “desligado” do encontro com os madeirenses, com muita disputa no meio do relvado do Dragão.

A equipa de André Villas-Boas, que esta tarde começou com um onze fora do habitual, revelou dificuldades em ligar o seu meio-campo aos homens da artilharia, Hulk, James e Walter. Além desta falta de química, os avançados portistas deixaram a eficácia presa no ano passado, deixando-se ultrapassar pelos homens da Madeira na “Hora H”.

Do lado da formação de Jokanovic, Orlando Sá, emprestado pelo FC Porto, foi o jogador mais influente, saindo dos pés dele as melhores oportunidades para os insulares, mas sem grande perigo.

Ao intervalo, o marcador apontava um 0-0.


O FC Porto começou o segundo tempo com outra atitude, e os remates de Hulk e James ameaçaram o guardião Rafael Bracali.

Ao minuto 62, Olegário Benquerença vê falta de Felipe Lopes sobre Walter dentro da grande área e assinala grande penalidade a favor dos Dragões. Na conversão, o brasileiro Hulk não falhou, somando mais um golo para a sua conta pessoal.

Nove minutos depois, e na sequência de um cruzamento da esquerda de Pecnik, Kieszek não segurou a bola e Anselmo encostou para o fundo das redes, estabelecendo o empate.

Mas a formação insular quis mais e conseguiu sete minutos depois. O mesmo Anselmo surgiu isolado na área, após cruzamento da esquerda de João Aurélio, e desviou de cabeça para o segundo do Nacional, evidenciando a falta de atenção da defesa azul e branca.

O árbitro leiriense apitou para o final do encontro e o FC Porto começa o ano 2011 da pior forma, com a primeira derrota do ano e da temporada para a equipa de André Villas-Boas.

No outro jogo do Grupo A, o Gil Vicente, da II Liga, venceu o Beira-Mar da I Liga por 2-1.

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas-Boas: «O nível exibicional não se pode por em causa. Crescemos na segunda parte, mas cometemos erros colectivos sobre os quais teremos de reflectir. O 1-2 acontece tarde e depois há paragens que não facilitam. Fica o resultado negativo. Estivemos sérios em termos de compromisso, mas temos de ser mais incisivos no ataque. Houve atitude competitiva. São lances que acontecem. O Nacional teve poucas oportunidades e fê-las valer. A pressão externa não é superior à que coloco a mim mesmo. Temos um plantel equilibrado e com muitas soluções.»

Hulk: «Tínhamos o jogo controlado. Tivemos várias oportunidades, mas o futebol é isto. Agora temos de levantar a cabeça. Temos jogo aqui no sábado e queremos ganhar novamente. Se tivéssemos ganho era igual. Tivemos oportunidades, mas não matámos o jogo. Cumprir cem jogos pelo FC Porto é muito bom. Fico muito feliz, mas penso fazer mais.»

Brevemente a crónica e ficha do jogo.

22 comentários:

ultrafcporto disse...

Amigos portistas a nossa equipa perdeu uma batalha mas não a "guerra". Agora perder por aselhice essas derrotas é as mais difíceis para suportar pelo menos para mim. Vamos ver se no próximo jogo será melhor, isto com certeza ainda são efeitos da ressaca das rabanadas.
Cumprimentos,
ultrasfcporto

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem entramos apáticos no jogo, muito lentos, um meio-campo pouco dinâmico, com Ruben e João Moutinho uns furos abaixo do que é habitual. Também temos de dar mérito ao Nacional que entrou bem organizado defensivamente e segurou o empate na 1ª. parte. Nós na primeira parte, vivemos das tentativas frustradas de Hulk, de Walter e James a espaços e das investidas de Guarin, que foi o melhor em campo. Guarin foi até ser substituído o elemento mais empreendedor no meio-campo.
Na segunda parte entramos melhor, com mais raça e rapidez de circulação e conseguimos com naturalidade o golo, através de penalti. E parecia que o jogo estava ganho...
Mas o Nacional e bem, veio para a frente à procura do empate, e não obstante o erro do Pawel, cometemos muitos erros defensivos. Já antes Orlando Sá não tinha emendado um cruzamento para golo por um triz.
Assim o Nacional chega ao empate, e marca o golo que faz a reviravolta.
Acho que o FC Porto, tendo em conta a valia do adversário, arriscou demais, ao colocar na defesa ao colocar Sereno e Pawel que têm muitos poucos minutos de jogo.
Seria prudente ter jogado Helton e Maicon ou Otamendi.

Será muito difícil agora a qualificação para as semi-finais, nem que vençamos os 2 jogos. Dependeremos sempre de terceiros.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Anónimo disse...

Esta competição nao me faz diferença nenhuma, pode ficar com os da 2ª circular. O que quero mesmo ganhar é o campeonato, taça uefa e a taça de portugal.

Força Porto

Victor

Anónimo disse...

Não entramos em nenhuma competição para perder! Força PORTO!

bruno

Anónimo disse...

A mania de que "temos o jogo controlado" deu no que deu. A nossa equipa vinha a ameaçar dar-nos um desgosto destes de há umas semanas a esta parte.
Aconteceu hoje! Paciência. Ainda bem que não foi para o Campeonato.
Aquele Kieszek não é guarda-redes para nós. Devolvam-no a Braga o mais cedo que puderem senão não poderemos falar, nunca mais, nos frangos do Roberto.
Desde que se retirem desta derrota as lições que se impõe, não há crise.
Bibó Porto!

Dragão Maronês

Anónimo disse...

Fui ver o jogo, e sinceramente não gostei do rendimento do Sereno (para mim o pior da equipa) e do Rafa...Melhor em campo sem dúvida alguma Guarín! A partir do momento que o André o tirou de campo (para poupar) o Porto foi-se abaixo, e acabou por perder o jogo. Acho que o Sereno não tem capacidade para jogar no Porto. Walter ainda está pesado, com James é necessário paciência...Moutinho dá sempre o litro, e o Ruben precisa de mais jogos nas pernas! Concordo consigo, no que toca ao minuto de silêncio. È apenas uma derrota, na taça que menos importa e é preferível perder nesta taça do que no campeonato ou em outra competição qualquer, que lhes sirva de lição. Esqueci-me de mesncionar o Kieszek, depois do frango bastava olhar para ele e ver que tremia como varas verdes... paciência acontece!

Anónimo disse...

Que importa, se é a taça da Liga ou outra taça qualquer a verdade é que estavam trinta e tal mil pessoas e não estavam lá para ver o FCPorto perder.

Sereno, Rafas, Kieszek isso é alguma coisa de jogadores!? Falcão aleijado e depois só há Walter!? Cebola, Ukra, Castro vão ou não vão embora?...é preciso pensar neste momento com quem podemos contar.

É preciso rodar, mas não facilitar, senão lá vêm a história
que já viram "um porco andar de bicicleta".

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.

João Manuel Couto disse...

Fica um reparo aos portistas de ocasião, avb continua a ser o mesmo que era quando ganhava e ponha "todos" os portistas contentes, a equipa continua a ser a mesma dos grandes jogos como o 5-0 aos vermelhos mas meus amigos, a taça da liga e para rodar jogadores, nos fomos a alvalade com juniores e ninguem reclamou, o guarda redes falhou é verdade mas quantos não falham??? o sereno o rafa sao fraquinhos, são mas se nao jogam agora quando vao jogar??? Se perdemos no sabado deus me livre nem quero ver.....
Vamos ser coerentes por favor

João Manuel Couto disse...

Agora fora do jogo, acho que deviamos ir ao mercado comprar um avançado e um defesa esquerdo, tiago pouca havera alguma surpresa....

Mundo Azul disse...

Abriram os telejornais e festejaram loucamente. Mas isso ignoro e desprezo, é o comportamento de sempre, dos mesmos de sempre.

Importante é fazer as reflexões necessárias para perceber porque perdemos e porque vimos fazendo uma sequência de exibições frouxas que mais tarde ou mais cedo iriam dar nisto.

Poderá dizer-se que ainda bem que foi nesta competição, eu pensava que os sinais dos últimos jogos tinham chegado para o alerta, mas importante é reerguer os índices físicos e motivacionais.

Abraço

http://thebluefactoryofdreams.blogspot.com/

paulop disse...

Como um amigo meu costuma dizer "i give a shit for this", doeu, pois tinha-mos o jogo controlado, jogamos com 3 titulares apenas, na defesa há de facto jogadores com pouco estofo, redes e serenidade a mais, mas Guarin e Ruben mostraram que podemos contar com eles, Liga Taça e T. Europa, devem ser os grandes objectivos.


VIVA O FUTEBOL CLUBE DO PORTO

Anónimo disse...

Estou muito bem habituado, por isso não gosto de perder seja em que competição for.
Não há equipas imbatíveis, e por termos perdido, não deixamos de ser a melhor equipa portuguesa.
Não merecíamos empatar, quanto mais perder.
Foi um bambúrrio a vitória do Nacional, muito facilitada por alguns erros individuais, mas não podemos por isso começar a por tudo em causa.
Temos que voltar a ser humildes e lutadores durante todo o tempo, e já no próximo jogo.
Não deixamos de ser a melhor equipa portuguesa, mas temos que o demonstrar sempre.
Acho no entanto que deveríamos ir buscar um lateral esquerdo e outro ponta de lança, porque julgo não existirem opções fortes para o Álvaro e Falcao.
Quanto ao histerismo da CS vermelhusca, vendida e ressabiada, é natural que tentem equiparar uma derrota do F.C.Porto ás NOVE do clube do regime.
Aposto que amanhã a 1ª página do jornal diário do clube do regime, pelo menos metade, é sobre o F.C.Porto.
Temos que continuar a ganhar.
Vamos continuar a ganhar.
Força F.C.Porto.


,

Caetano disse...

O resultado é enganador e apenas serve para proporcionar um orgasmo colectivo a um meio que se encontrava tremendamente deprimido. Mais uma vez, o FCPorto dominou em todas as estatísticas mas a falta de acutilância no último terço de terreno, por um lado, e 2 lances de gritante desconcentração na defesa azul e branca, por outro lado, ditaram o resultado final.

Por muito que se diga o contrário, falta ao FCPorto, como o meu amigo Tiago não raras vezes referiu, um 3º ponta de lança ao FCPorto.

Kieszek mostrou porque é 3º guarda-redes e Sereno só me faz ter saudades de Nuno André Coelho.

Seja como for, perder um jogo destes não me preocupa (até porque foi um extraordinário acidente de percurso e nunca nos próximos 100 jogos o Nacional consegue outra vitória como esta, caída do céu). O mês de Janeiro vai ser relativamentr tranquilo e o que importa é o FCPorto chegar ao terrível mês de Fevereiro com os índices competitivos em alta.

A Taça do Hermínio já tem destinatário.

iur disse...

Caro Tiago Araújo,

Relativamente ao jogo estou de acordo com o seu comentário.

Gostaria de denunciar a seguinte situação:

Fui ao jogo, acompanhado por um amigo, SÓCIO HÁ 30 ANOS. Tem lugar anual há vários anos e as cotas em dia. Apenas porque o autocolante que apõem no verso do cartão estava ilegível, um bardamerda de um segurança, que se encontrava no acesso anterior ao da revista ser feita, ORDENOU (sabe-se lá, autorizado por quem...) que fosse tirar uma segunda via da cota, IMPEDINDO-LHE O ACESSO.

Não é a primeira vez que assisto a um acto semelhante e entendo, por respeito aos sócios, que a Direcção deve providenciar no sentido de actos destes não se repetirem.

Quem assim impede o acesso a um sócio não é certamente Portista. Mais provável, até, deve ser benfiquista.

Assim sendo, e no caso de não serem tomadas medidas, apelo à família Portista que reaja a este tipo de atitudes com um MURRO NO MEIO DOS CORNOS A INDÍVIDUOS DE TAL ÍNDOLE, ANTI-PORTISTAS.

Desejos de um bom ano de 2011, para si e para todos os Portistas.

Anónimo disse...

Diga-se o que se disser. está-se em fase descendente desde á 4 ou 5 jogos pa cá..é preciso subir rapidamente. Diga-se o que se disser é urgente ir ao mercado em lugares chaves para serem alternativas de valor a entrar a rasgar, se assim tiver que ser. Nomeadamente um bom avançado; um bom lateral que faça bem os 2 flancos, como já foi fucile, outra opçao como 4ª central (onde anda a nossa escola de centrais e de guarda-redes de outros tempos?) e penso que ganhamos, definitivamente, mais um medio box to box de qualidade que eu ja vinha a dizer desde que ele chegou (Guarin).

Por fim, apenas dizer que os arbitros trazem a liçao bem estudada para o 2º semestre, nao vai ser uma 2ª volta facil nesse aspecto..os TPC's estão feitos..

Por isso meu caro FCP, como diriam um outro: jogos como este é um Abrólhos!

João Salvador Rocha

Anónimo disse...

O que mudou em termos exebicionais comparativamente aos jogos que temos vindo a fazer foi pouco.

Contra o Setubal e Paços de Ferreiro tivemos a estrelinha,estrelinha essa que não pode brilhar em todos os jogos.

Temos de voltar á mesma intensidade dos jogos iniciais do campeoanto,não podemos vacilar em qualquer momento do jogo.

Isso dos jogadores 'a','b' ou 'c' eu tenho uma opinião algo vincada se jogam no FCPorto é porque têmde ter(obrigatoriamente)qualidade acima da média o que se pode pôr em causa é a politca de aquisições praticada.Acho que temos um plantel deslivelado temos 13ou14 muito bons mas o resto penso que se aproveita pouco não acrescentam nada de mais.Se olharmos para o rival encarnado invejo que olha-se para o banco e veêm-se sentados jogadores que podem decidir um jogo a qualquer momento.Olha-se para o nosso banco e se jogarmos com o 11 normal/base só temos Valter para neste caso 'resolver' a encranquelhada!

Este derrota não é drama mas serve para alertar consciênçias e ver que a estrelina não está sempre presente.

Abraços azuis

Nuno Araújo disse...

Para a próxima ganhamos!
Força FCP!

Nuno Araújo disse...

O médio argentino Tomas Costa, desde o início da época emprestado ao Cluj, pode regressar ao FC Porto. A revelação foi dada pelo presidente do clube romeno, Iulu Muresian.

«Havia uma cláusula no contrato de empréstimo que permitia ao FC Porto exigir o regresso do jogador. Activaram-na a 30 de Dezembro. Fico triste que saia, porque era bom jogador», lamentou Muresian, em declarações reproduzidas pelo jornal romeno «ProSport».

Tomas Costa estará assim de regresso ao FC Porto, não sendo certo, porém, que integrará o plantel às ordens de André Villas Boas, uma vez que há possibilidade de ser novamente emprestado ou mesmo transferido em definitivo.

Fonte: abola.pt

Anónimo disse...

Dia histórico cá na terra - o FCP perdeu. A TVI abriu o noticiário com a noticia. Durante o jogo transmitido logo a seguir pela SIC falaram, pelo menos, seis vezes nesta derrota e mais: já estão a analisar as possiveis consequencias da carreira da equipa, não só nesta mas em todas as competições em que participa. É um fartar vilanagem. Que interessa que o IVA tenha subido, que a vida esteja cada vez pior e mais dificil, O importante é o PORTO ter perdido. Haja festa para 6 ou 7 milhões.
Mas, estando solidário com o treinador e jogadores, não gostei de perder. É importancia tirar conclusões e ensinamentos.
VIVA O PORTO

Tiago Araújo disse...

Boa Tarde a todos,
É verdade que o Porto perdeu mas também não é o fim do mundo, vão ver que vamos regressar às vitórias e também 36 jogos sem perder é obra, algum dia tinhamos que perder e esse dia chegou.
Força FCP!
abraço

Nuno Araújo disse...

Tiago,
Parece que esta taça não gosta de nós, sempre que jogamos para a taça da liga agora chamada Bwin Cup perdemos.

Anónimo disse...

em principio pode revolucionar o Futebol Português!!!!! o tomas costa.

abraço e feliz 2011!