sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Tribunal d' O JOGO - liga Europa 2010/11, Fase de Grupos

 
Tribunal O JOGO: FC Porto 1-1 Besiktas

Árbitro: Paolo Tagliavento (Itália) / Assistentes: Massimiliano Grilli e Gianluca Cariolato / 4º árbitro: Carmine Russo / Assistentes adicionais: Christian Brighi e Gabriele Gava.


Cinco não é melhor que três

Foi muito complicada a arbitragem de Paolo Tagliavento e dos seus quatro auxiliares. De tal forma que, no final do jogo, as duas equipas garantiam ter razões de queixa. Os turcos não viram falta de Arikan sobre Falcao no lance da grande penalidade que valeu o golo do FC Porto, e os portistas viram a bola dentro da baliza do Besiktas no lance de Rúben Micael. Junte-se à mistura as expulsões de um lado e do outro mais uma série de lances menores decididos ao avesso e o resultado é uma arbitragem polémica, que mais uma vez não mostrou haver qualquer vantagem na utilização dos tão badalados árbitros de baliza.



fonte: ojogo.pt

1 comentário:

ultrafcporto disse...

Caros Portistas, mesmo que pela primeira vez não tenha ganho em casa, o F.C. Porto apurou-se para a próxima fase da Liga Europa, É mais que justo, por tudo o que os dragões fizeram ao longo da prova. Agora que venha o clássico pois alguém tem que pagar a frustração deste empate. :)

Cumprimentos,
Ultrasfcporto