segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Ver o que está bem e o que está errado

  
Não consigo entender o que se passou com o Futebol Clube do Porto na segunda parte do jogo em Vila do Conde frente a um adversário que pensávamos ir a Vila do Conde e trazer os 3 pontos para a cidade invicta, mas o que se passou foi o contrário em que só trouxemos 1 pontinho perante um adversário que não apresentou argumentos para justificar o empate. O que lá vai agora faz parte do passado e agora o importante é pensar nos próximos dois jogos ( PSG e Sporting ) mas principalmente no PSG no qual iremos enfrentar um adversário que se reforçou muito bem no Verão e que quer atacar a Champions. Frente as milionários de Paris teremos de ser calculistas, ter alguns cuidados, arriscar quando se achar oportuno e controlar a posse de bola. Mas aí, os jogadores já sentirão esse espírito e não é preciso o treinador para os alertar porque os jogadores sabem o "papel" que têm de desempenhar dentro do campo.

PS - Não vi o jogo da equipa B, empatamos, mas ouvi dizer que voltamos a ser prejudicados com o golo do Penafiel a ser claramente em fora-de-jogo. Espero que as coisas mudem porque senão a direção do FCPorto vai ter de fazer alguma coisa.

26 comentários:

António Dinis disse...

Concordo absolutamente com o post!

Rui Morais disse...

Olá Portistas!

De facto controlar o jogo faz parte do futebol que o Porto pratica já à muito tempo. Existe é diferenças nesse mesmo controlo. Controlar o jogo não quer dizer que não se possa aumentar a vantagem ou procurar alargar o resultado.
Quando ontem permitimos a viragem do resultado nós já não estávamos a controlar nada , nós perdemos organização, concentração, atitude, humildade e intensidade. Perdemos tudo o que é essencial para se ganhar jogos.

Para mim controlar o jogo é quando uma equipa atinge o nível máximo das suas acções e tem os critérios bem definidos , e tem a perfeita noção do que está fazer.Está muito à vontade tanto a atacar como a defender.Neste momento uma equipa pode conseguir atingir o brilhantismo , mas existe sempre a possibilidade de também perder. Porque é possível controlar o jogo mas é impossível controlar o que vai acontecer . Mesmo controlando um jogo existe sempre a possibilidade de sofrer golos.
O Porto ontem na 2ª parte , aquilo não é nada , aquilo é renunciar ao jogo, controlar o jogo não é aquilo.

O tempo do Robson já passou , era uma alegria ver os seus jogos , isso sem dúvida , mas nalguns jogos mais competitivos também a máquina emperrou , lembro-me de termos ido à Grécia contra o Panathinaikos a precisar de ganhar , e o Porto teve muito receio e em 90 minutos nem um remate para a amostra.

O Porto tem de refletir depois deste jogo, porque Vitor Pereira deu a entender que não esperava aquela atitude , é preciso saber porque a equipa abandona o pensamento do líder. Infelizmente já aconteceu vezes demais e é necessário colocar um ponto final nessas quebras de rendimento, nem o treinador percebe como elas acontece e isto é mais grave do que se tivesse sido ele a dar ordens para baixar a guarda.

Dizer que Iturbe jogou pouco é favor , é elogiar a sua prestação . Já vimos todos que ele tem habilidade para a bola , mas isso muitos amadores tem , e foi mesmo isso que me pareceu, um amador no meio de profissionais , passou mais tempo com o cu no revaldo do que a jogar.

FORÇA PORTO!

Rui Morais disse...

Tiago, absolutamente consigo!

Anónimo disse...

A gente não se conhece, mas somos parecidos, semelhantes, idênticos na maneira de pensar e sentir o FCP.

Por isso, já sabe. Apoio essa luta.

Eu, por mim, continuo a lutar contra moinhos de vento nos Blogues do Record...

Aos poucos, tipo água mole em pedra, cabaça dura, vamos conseguindo fazer com muitos tirem as palas, muitos tirem as rumelas dos olhos de morcego... principalmente os que têm responsabilidades editoriais.

Esses ficam a saber que estamos atentos e que fazemos o contraditório.

A verdade absoluta da Bolha Encornada dos tempos da outra senhora já era....

Agora com a Net, com a Blogosfera, o Espaço Ciber de infinita liberdade de pensamento TUDO se desmonta, tudo se refuta, tudo se contradita.

E as imagens, valem mais que mil palavras.

Pelas imagens e pela Tecnologia VIMOS só nesta época uma Girafa atropelar um árbitro.

Vimos um fiscal de linha confundir o braço de um cidadão de raça negra com o braço de um cidadão de raça branca caucasiana.

Vimos que em Setúbal um ex-jogador se fez expulsar logo aos 7 minutos a troco de um futuro pessoal melhor...

Vimos em Coimbra uma Maxi Toupeira dar uma cabeçada num Dirigente.

E vimos um árbitro fraco expulsar um jogador aos 49 minutos para beneficiar, ajudar uma equipa a poder ganhar.

E, agora em Paços de Ferreira, vimos um g.r. fechar os olhos e abrir as pernas a troco de um futuro melhor no seu Brasil Natal.
Vimos que desta vez até foi descarado demais. Deu muitas vistas. Veja-se só que esse g.r. está no Paços há 5 épocas, as mesmas épocas que uma equipa que faz as coisas por outro lado não perde em Paços Ferreira.

Já sei é mera coincidência !!!!

Quer dizer vimos tudo isso... e o Rui Prantos ainda vem bater na tecla gasta das Novas Tecnologias, quando ele próprio nega as imagens que as Tecnologias nos mostram?!

Por ex.,: Todos vimos o Cardoso tocar com a biqueira da bota nas costas do g.r. Beto do Braga na pequena área. Todos vimos o árbitro apitar ANTES dos jogadores do Braga pararem e meter a bola na baliza...

E o pateta patarata do Rui Prantos mesmo com as imagens à sua frente, fala em golo anulado!!!

Digam lá se esse Rui Prantos não é mesmo pitosga e morcego cego para além de não ser sério.

Digam lá se esses avençados não merecem que os tratemos mal, que os insultemos... a eles que as suas mãezinhas não têm culpa!!

- - -

Ontem já o disse a lebre adormeceu e a tartaruga aproveitou.

Claro que objectivamente a culpa é do Treinador.

E eu, como simples treinador de bancada, acho que está na altura de dar uma hipótese ao Kelvin e pôr o Atsu a reflectir no banco!!!

Penso eu de que.

Somos Porto
A Caminho do Tri
A vencer desde 1893

M P Pinto
Vila da Feira

Dragon fan disse...

Este é o FCP que temos desde a ultima época,sem fio de jogo, pouco futebol, desorganização, equipa sem automatismos.
Vitor Pereira não estará nunca a altura dum FCP e tenho muitas duvidas se terá capacidades para treinar outro clube da 1ª divisão.
Ésta é a minha opinião na derrota e na vitória e não querendo ser mais papista do que o papa, ontem acho que nem o empate mereciamos.
Tudo bem, a culpa nem sempre é
apenas do treinador. Ok, num jogo há sempre um ou outro jogador que faz uma exibição menos conseguida, mas isso será sempre assim em qualquer equipa de futebol. O facto é que mesmo quando ganhamos a vitoria deve-se mais aos rasgos individuais dos nossos jogadores do que ao desepenho colectivo como equipa.
Melhores dias virão...espero.

Anónimo disse...

Caro Tiago a B ainda não é um conjunto, uma verdadeira equipa e isso vai levar algum tempo.

Assim fica dificil alguem para já sobressair.

Agora, com mais 3/4 semanas decorridas acho podemos render mais e alcancar uma classificação descansada.

O ITurbe tem de facto muito potencial mas precisa, competição, fazer 10 ou 12 jogos e então depois pode falamos.

Não há milagres.

Quanto à equipa A tem que existir mais intensidade, outra atitude e sempre que possivel o James a 10.
Ontem quando aquilo não rolava na 2ªparte e ganhavamos apenas por 1, era de colocar o James nos ultimos 35m na posição que gosta.

Anónimo disse...

O problema é que o FCP tem plantel para formar excelente equipa em 4/4/2 e nem tanto para o tradicional 4/3/3.

Anónimo disse...

Boa noite,
Antes de mais gostaria de lhe dar os parabéns pela qualidade do seu blog. Apesar de me encontrar no estrangeiro encontro algum conforto na leitura diária do seu trabalho vendo que existe quem sofra tanto como eu com o nosso FCP.
Não posso todavia deixar de fazer um reparo ao convite para sair a quem formula criticas ao nosso treinador. Os treinadores do FCP enquanto estão no clube tem sempre o meu apoio designadamente em discussões acesas com nossos rivais, e concordo que não podemos cair na crítica fácil. Todavia não reconhecer as limitações do VP é cair num unanimismo perigoso principalmente quando são tao evidentes. Eu não aceitarei nunca, não me conformarei nunca que uma equipa do FCP acabe um jogo contra o Rio Ave com 3 jogadores com características defensivas: Fernando, Moutinho e Defour. Faz algum sentido o Defour passar de 6 para 10 no mesmo jogo? Estão a espera que o Defour provoque desequilíbrios. Entregamos o jogo ao Rio Ave porque com a saída do Lucho e a não colocação do James a 10 perdemos toda a criatividade no meio campo e ficamos a espera de um lance individual que em boa verdade só o colombiano pode criar! Isto não é o Santa Clara!! Face as declarações finais Temo que o VP não tenha aprendido nada neste jogo…
Um abraço para todos
Victor

Anónimo disse...

A meu ver falta sagacidade na tática construtiva do treinador. Mais empenho e objectividade nos jogadores atacantes. No zona de ataque hà falta de espaços e nem
sempre existe entendimento nas
jogadas cruciais, assim como as desmarcações que geralmente sâo
feitas ao acaso...
É PRECISO JOGAR COM MAIS VELOCIDADE
E ACUTILÂNCIA NO ATAQUE. A EQUIPA PARECE QUE NÃO TEM ALMA!
A continuar assim o Campeonato fica comprometido!
TEMOS DE VIVER COM A EQUIPA QUE
TEMOS; POIS NÃO TEMOS OUTRAS SOLUÇÕES.
ACORDEM... POIS NADA ESTÁ PERDIDO E NÓS TEMOS QUALIDADE PARA VENCER O CAMPEONATO E ALCANÇAR O ALMEJADO "TRI".
Foreval

Duarte disse...

Também acho que nos faltam intensidade e objectividade no futebol praticado. A apatia e a sobranceria assentes no pensamento de que as coisas nos vão correr bem e podemos jogar no limite do risco, é um mal que vem desde os tempos do Jesualdo e sofreu um breve interregno com AVB. Voltou no ano passado e tem sido intermitente esta época.

Eu aceitava perfeitamente a toada que se verificou ontem se o resultado fosse mais volumoso, com dois golos de vantagem pelo menos. Assim é que não. Espero que o que se passou não se repita, mas não se repita definitivamente. Não quero ver dois ou três jogos em que estejamos a bom nível, sem passar por sobressaltos e a resolver as coisas cedo e depois se volte a cair no facilitismo.

Quanto à equipa B, estive lá a ver o jogo. O Iturbe pareceu-me bem na primeira parte, esteve interventivo, mas depois na segunda eclipsou-se por completo. O Kelvin nem sequer apareceu. Mas como aqui já foi dito, é difícil aparecer e sobressair numa equipa que padece de vários males, que não mostra entrosamento e se deixa arrastar em campo. Continuo na minha: com Fernando no banco e Defour a titular, Castro era inútil em qualquer circunstância e Vítor Pereira sabia de antemão que seria inútil, pelo que o Iturbe poderia e deveria ter sido convocado. Vou mais longe e digo que, como não acredito que seja humanamente possível fazer-se pior do que o Kléber, o Iturbe podia ter entrado para aqueles minutos finais em Vila do Conde. Provavelmente empatávamos também, mas com as mudança de velocidade que o argentino imprime podia ser que acontecesse qualquer coisa.

Anónimo disse...

Não concordo com a sua leitura. De facto o Defour saiu mas só depois do Rio Ave ter empatado. Jogamos na segunda parte com um meio campo composto por Fernando, Moutinho e Defour! Se estão a espera de criatividade e desequilíbrios com um meio campo destes esperem sentados ! So Faltava la o Castro!
Alias, eu não vi o James interiorizar quando o Lucho saiu sendo que o Alex Sandro continuou a defesa esquerda e nunca a extremo.
Enfim que saudades de Deco, alenitchev, Anderson, jogadores capazes de provocar desequilíbrios no meio campo. Neste registo até o Belluschi poderia ter sido útil.
Enfim, espero que sejamos mais ousados doravante e que não nos contentemos com a gestão de resultados tangenciais.

Victor

Anónimo disse...

Já dizia o Sir Bobby que muito se orgulhava de adorar treinar avançados e de ter tido a oportunidade de trabalhar com grandes pontas como foram Romário, Ronaldo(ão), Mariner, Shearer, Lineker e, claro, no FCP quem não é o portista que não recorda com grande saudade o verdadeiro auge do Domingos.
Era certamente um futebol mais focado no golo, no jogo, e nunca no calendário.

Anónimo disse...

Tiago,

é isso mesmo...

agora é ganhar ao PSG que prá frente é que é o caminho!

Saudações Portistas,
Carlos Torres

Anónimo disse...

Não podemos pedir ao Iturbe que marque golos e faça assistências quando esteve quase um ano sem jogar em competições oficiais. Na primeira parte ainda fez alguma coisa, agora na segunda quis mostrar serviço, mas perdeu muitas bolas quando devia ter passado. Temos que lhe dar tempo.

EnGdoPau

Manuel disse...

Que eu saiba o Iturbe ainda continua a ser nosso, só que agora vamos passar a vê-lo na equipa B.

Fernando B. disse...

Estou basicamente de acordo consigo...
Nunca o VP me cortou aqui uma só palavra e há muito que aqui venho..
Tenho muito medo dos raciocinios sobre o "não se poder criticar, porque é o nosso Clube"...
Então se nós na nossa vida criticamos e chamamos a atenção à nossa mulher aos nossos Pais e filhos, porque raio não podemos criticar factos ligados ao nosso Clube?
Claro que não falo para si VP... é evidente, e já li aqui criticas suas, sempre ponderadas e justas..
Agora não posso deixar passar o comportamento passivo do nosso treinador durante o jogo de V Conde (eu estava lá!)... Quando o Rio Ave começou a crescer, vários Portistas ali ao lado, temiam que eles marcassem, e esteve quase mesmo antes do 1º Golo deles... Ele continuou, como um Jesualdo, triste, pensativo sem uma ordem para dentro do campo... Eu vi, ou antes não vi...
E aquelas declarações no fim, em que responde ao jornalista " -Isso também eu queria saber! " Não Tiago, não gosto disto...
Até 4ª-feira, abraço!

Silva Pereira disse...

O Porto sabe exatamente o que tem de fazer.

Luchugo disse...

O Porto entrou em campo com a "ideia" de ter a vitória no papo. E o primeiro golo só aumentou a ilusão.

Quando o Nuno Espírito Santo mexeu (e bem) na equipa ao intervalo, os nossos jogadores, que apareceram ainda mais "relaxados" apanharam um susto dos valentes.

Que lhes sirva de lição.

Quanto à arbitragem acho que, e desculpe-me Tiago, as decisões boas e más foram divididas irmamente e não foi por aí que perdemos, mas acho que foi mais escandalosa a situação do fora-de-jogo ao João Tomás que qualquer das vezes que os nossos jogadores forçaram penaltis na área do Rio Ave.

Salvou-se o pontinho e agora é olhar para a frente retendo as lições necessárias para que os mesmos erros de sobranceria não voltem a ocorrer.

Anónimo disse...

Sempre é melhor um pontinho que nada.

Anónimo disse...

Permita-me um off-topic:
O Porto canal n iria mudar a sua configuração? E essa mudança n iria ocorrer no dia 29 de Setembro?
É que o canal continua na mesma, sem nenhuma mudança..

Anónimo disse...

Sábado acompanhei o jogo pelo rádio e o meu feeling dizia-me que algo ia correr mal. Correu, por isso esperamos uma atitude diferente em TODOS os jogos. No domingo vi a equipa B pelo Porto Canal e de facto ainda falta traquejo a muitos jogadores, mas isso só se adquire jogando.

Parece que hoje o Kadaffi foi recebido em Belém, quem disse que o regime está morto?

Quanto ao Porto Canal já não percebo nada, mas que estou farto de repetições estou...

Um abraço,

Portista de Cascais

Rui António Dias Moreira disse...

Estou consciente de que o FCPorto deu tudo para garantir a vitória em Vila do Conde, mas não foi possível. Agora é ganhar ao PSG e depois ao Sporting.

SOMOS PORTO! VIVA O FCP!

Anónimo disse...

Assino já ao início,como: MA
Caros Portistas, apesar de toda a propaganda Benfiquista, que advém dos seus genes salazaristas, somos muitos...muitos mais que o que nos atribuem, somos milhões de Portistas, e temos direito à nossa opinião e direito a expressá-la quando entendermos.
Eu defendo o meu clube, seja onde fôr, ou contra quem fôr, no café, no autocarro ou na net...não por missão mas por instinto quase sanguineo.Não me atrevo a dar lições de honestidade intelectual a ninguém, muito menos a companheiros Portistas, e espero da mesma maneira que nao me queiram dar essas lições a mim, muito menos por têr uma opinião diferente que pelos vistos é automáticamente uma opinião de necrófago.
Isto até muito simples, Eu já vivi o suficiente para têr visto e ouvido o Sr. Bobby Robson no F.C. Porto, o José Mourinho, o Villas-Boas...Eu já vivi o suficiente para têr visto Portos que tinham futebol para dar e sobrar a qualquer equipa que existe por aí...acredito mesmo piamente que mais um ano com Villas-Boas e Falcão na equipa e tinhamos limpo tudo mais uma vez...o F.C. Porto já mostrou vezes sem conta capacidade para criar equipas de futebol com força para esmagar tudo e todos, na maioria das vezes tem que as desmontar antes do tempo, por necessidades financeiras mas nas vezes que consegue manter...saiam debaixo. Compara sempre o projecto do F.C. Porto a um Barcelona misturado com o Arsenal, Barcelona pela nossa identidade, o F.C. Porto é único e diferente, independente e solidário..uma equipa...pode têr dos melhores do mundo mas é sempre uma equipa...e Arsenal pela forma como cria jogadores, constroi os seus valores, não compra valores...é um berço de talentos...falta-nos a capacidade financeira, nós com dinheiro...não éramos o City...éramos o Barcelona !
Agora, repito, já vi tanta gente no nosso grande clube...que quando vejo este treinador me dói tudo até aos ossos, sêr Portista não é dizer bem por castigo...nem silenciar quando discordo por não têr picado o ponto quando ganhamos...se ganhamos celebro à minha maneira...mas aquilo que me faz festejar é quando o futebol ultrapassa a vulgaridade, é quando o futebol se transcende, quando conseguimos mostrar identidade...pois Eu não encontro nada disto neste F.C. Porto, acho-nos mal comandados, mal geridos, mal aproveitados...no F.C. Porto não é treinador quem tira o curso, mas sim quem atinge padrões elevadíssimos, quem treina o F.C. Porto não tem padrões para o F.C. Porto...somos uma equipa cinzenta, sem alegria, sem estrutura e com muitas poucas ideias...pior que isto é que ainda não defrontámos nenhum adversário realmente forte...
Quero deixar bem expresso o seguinte, não me dá prazer nenhum não gostar do treinador...nenhum!
E as razões pelas quais Eu não gosto custam-me caro todos os fins-de-semana...não tem, caros Portistas, não tem! categoria para nos treinar...andamos a perder tempo precioso, e valores preciosos nesta equipa...é uma tristeza. Ou as pessoas esquecem-se do que somos ou não interiorizam que nós somos destinados a maior e melhor...e por isso devíamos exigir MUITO mais.
Deixo um compromisso, se me enganar, se Vítor Pereira mostrar à evidência que tudo isto é mau juízo e que ele faz parte da elite que tem categoria para vestir as nossas côres, Eu retratar-me-ei...o que tendo em conta Eu sêr um Zé-Ninguém, não vale de nada...mas para o bem da honestidade da nossa conversa, fá-lo-ei. Infelizmente não vejo como é que alguma vez isso possa sêr possível.
Um abraço a todos, F.C. Porto sempre.
Ass: MA

Zapata disse...

Salvamos 1 pontinho, sempre é melhor que 0.

Tiago Araújo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiago Araújo disse...

Depois do jogo contra o PSG para a Liga dos Campeões e contra o Sporting, é que vamos começar a fazer balanços sobre a situação atual do clube. Mas não vamos desde já criticar o treinador só porque empatamos a 2-2 em Vila do Conde.