terça-feira, 18 de setembro de 2012

Dínamo Zagreb 0-2 F.C.Porto. Cumpre-se o objetivo num bom jogo dos dragões

FICHA DE JOGO

Dínamo de Zagreb-FC Porto, 0-2
UEFA Champions League, grupo A
18 de Setembro de 2012
Estádio Maksimir, em Zagreb

Árbitro: Daniele Orsato (itália)
Assistentes: Elenito di Liberatore e Massimiliano Grilli
Árbitros assistentes adicionais: Paolo Valeri e Paolo Silvio Mazzoleni
Quarto árbitro: Luca Maggiani

DÍNAMO DE ZAGREB: Kelava (cap.); Vida, Tonel, Šimunic e Pivaric; Calello, Ademi e Brozovic; Rukavina, Sammir e Cop
Substituições: Ademi por Beqiraj (58m), Rukavina por Carrasco (67m) e Calello por Kovacic (80m)
Não utilizados: Mitrovic, Ibáñez, Vrsaljko e Alispahic
Treinador: Ante Cacic

FC PORTO: Helton; Miguel Lopes, Maicon, Otamendi e Alex Sandro; Defour, João Moutinho e Lucho (cap.); James, Jackson Martínez e Varela
Substituições: Varela por Atsu (72m), Jackson por Kleber (78m) e James por Mangala (88m) Não utilizados: Fabiano, Danilo, Castro e Iturbe
Treinador: Vítor Pereira

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Lucho (41m) e Defour (92m)

 m competições curtas, um bom arranque é fundamental para uma carreira de sucesso. Numa prova exigente como a Champions League, ainda mais. Por isso, o FC Porto tem razões para sorrir, depois de ter triunfado esta terça-feira no terreno do Dínamo de Zagreb (2-0), um feito inédito entre equipas portuguesas. Lucho e Defour fizeram os golos, nesta primeira jornada do grupo A.

O FC Porto “pegou” no jogo desde o primeiro minuto, dominando a posse de bola (62 por cento na primeira parte) e procurando trocá-la com alguma rapidez, para encontrar brechas na densa defesa croata. Os Dragões recuperaram algumas bolas junto à zona defensiva dos croatas, mas tiveram dificuldades em criar lances iminentes de golo.

Aos 41 minutos, Jackson Martínez teve uma oportunidade flagrante de golo, após ganhar a bola ao guarda-redes Kelava, mas o lance perdeu-se depois do colombiano se “embrulhar” com Vida. Fica a ideia de ter havido falta para grande-penalidade, mas o lance continuou e haveria de dar origem ao primeiro golo do FC Porto. Alex Sandro e Varela combinaram bem na esquerda, Kelava defendeu para a frente e Lucho foi o primeiro a acorrer ao ressalto. A vantagem era nesta altura mais do que merecida.

Na primeira metade do segundo tempo, não foi visível qualquer reacção da equipa da casa. Pelo contrário, foram os Dragões a criar perigo, quando Lucho, junto à linha de fundo, quase servia Jackson, aos 48 minutos. O Dínamo de Zagreb só deu um ar da sua graça aos 62 minutos, através de um pontapé de canto, em que Helton evitou o golo de Tonel. Na resposta a este lance, o guarda-redes lançou James, que, com um remate poderoso, de fora da área, obrigou Kelava a uma grande defesa.

Nos últimos 20 minutos, a equipa de Zagreb tentou pressionar mais à frente no terreno e Carrasco esteve perto do empate, aos 78 minutos, mas Helton reagiu rapidamente ao remate. Foi o último fogacho da formação da casa, já que os azuis e brancos voltaram a tomar conta do encontro e criaram três perigosos lances de ataque. Kleber, aos 79 minutos, isolado de novo por Helton, atirou ao lado; aos 85, Atsu aproveitou uma das muitas perdas de bola do adversário na primeira fase de construção, mas encontrou Kelava pela frente; porém, foi Defour, já em tempo de compensação, a fazer o 2-0, picando a bola sobre o guardião.

Na véspera, em conferência de imprensa, Vítor Pereira tinha dito que os jogos europeus põem novos problemas à equipa, face aos duelos nacionais. Os Dragões venceram controlando o adversário e tendo noção dos diferentes períodos do jogo. Na próxima jornada da Champions (3 de Outubro), o desafio será bem diferente, com a recepção ao Paris Saint-Germain.

28 comentários:

Anónimo disse...

Sem duvida,com muita pena que não pude assistir ao jogo,mas,o resultado,é o que mais importa!foi uma boa resposta aos 6 milhões!!!

Anónimo disse...

Fizemos um jogaço!!

Anónimo disse...

Grande jogo do nosso Porto, o mesmo já não se pode dizer de Hulk.

FM

Krpan disse...

Hoje mostramos que mesmo sem Hulk, temos equipa para enfrentar qualquer adversário de topo, fizemos um grande e podíamos ter goleado, mas o importante é que os 3 pontos vieram para a cidade invicta e que temos de pensar depois no PSG.

Artigosonline/ana disse...

Boas,
Neste jogo o foco concentrou-se na forma como o FC Porto ia suprir e superar a saída de Hulk. Pois bem, os dragões supriram e superaram essa perda com domínio,
principalmente no primeiro tempo e com uma vitória incontestável. Pode não ter sido o jogo perfeito, a exibição de sonho, mas foi um bom jogo e uma boa
vitória. Os primeiros três pontos da fase de grupos estão no bolso.

  
PS. Grande profissional é o capitão portista. Lucho soube da morte do pai horas antes do encontro, mas mesmo assim jogou e até marcou. Grande exemplo.

 
Cumprimentos 
Ana Andrade 
www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com 

Anónimo disse...

Sem espinhas!!!!
José Magalhães

João Moreira disse...

Lucho é um grande profissional e um grande homem! Força Lucho!

Anónimo disse...

Ontem provamos que somos a mesma equipa mesmo que sem Hulk.

RCBC disse...

Boa vitória numa exibição com aspectos bastante positivos, outros menos bons, mas no cômputo geral fiquei satisfeito com o que vi, e acima de tudo com os 3 pontos arrecadados.

Belíssimas exibições de Lucho e Defour, para mim os melhores jogadores do FC Porto no jogo de ontem.

Jogo mais fraco de Jackson Martinez desde que chegou ao Dragão. Ao contrário dos belíssimos apontamentos demonstrados nos anteriores jogos, Martinez ontem pareceu demasiado displicente. Foi demasiado lento na finalização no lance em que o GR lhe ofereceu um brinde, apesar de Tonel o ter varrido, e do penaltie claro por marcar (com respetiva expulsão de Tonel), mas o colombiano podia ter feito bem melhor. Ainda assim, é justo dizer que não é este jogo menos bom que apaga o que de bom tem feito Martinez.

Em suma, esta foi a melhor forma de iniciar a champions. Agora temos PSG e Kiev no Dragão! Acredito que temos todas as possibilidades para fazer 6 pontos com estas equipas e encaminhar definitivamente o rumo aos oitavos da champions, um dos grandes objetivos da época.

Nota final para um forte elogio a Lucho Gonzalez. Mas que grande Profissional, que grande Homem, que grande Portista! Os meus sentidos pêsames pelo falecimento do seu pai. Jogadores como Lucho seguramente já pertencem à galeria dos melhores de sempre do nosso clube! Tê-lo no atual plantel é uma grande mais-valia, porque Lucho tudo o que faz em campo é feito com uma classe e categoria ao alcance de poucos!

Rui disse...

Lucho é um campeão!

Ozzy Bluesky disse...

Não sei porquê mas tive a sensação que passamos ao lado de uma goleada!!!
Fomos imperiais, fomos "colectivos", mas tivemos momentos que tambem fomos sobranceiros, daí o meu sabor a pouco no placard...
A minha salva de palmas para Lucho e Defour que dentro do colectivo sobressairam...

Silva Pereira disse...

Ficou claramente um penalty escandaloso por marcar sobre Martínez!

Anónimo disse...

Jogo assim assim temos que melhorar no ataque para nao sofrermos tanto. Em relação aos livres tem que marcar quem sabe e nao quem tem estatuto. Se o Maicon ja deu provas de marcar bem os livres nao ha que inventar. Hoje gostei muito de defour e alex sandro

ZEPedro

Emanuel disse...

Um grande grande FCPorto, bom jogo no primeiro sem Hulk e como se diz, entramos com o pé direito na Champions. Temos equipa!

Rui Faria disse...

Estou triste.

Uma terrível ferida abriu-se no meu coração. Uma dor imensa que nâo sei como lidar. Uma angústia. Um sofrimento. Um manto negro cobriu o meu cérebro. Uma nuvem cinzenta sobre minha cabeça. Uma lágrima sofrida que não consigo controlar escorre pela minha face abaixo. Olho para o chão à procura de conforto no chão frio e inerte. Nada. Não vejo nada que me aqueça a alma. E porquê, meu amigo Vila?

A FIFA suspendeu o cabeçudo dos jogos da Liga dos Campeões. Porquê, meu Deus? Porquê? Que mal fiz eu a Deus para merecer isto? Não poderei mais ver este caceteiro a "ombrear" os mais prestigiados árbitros europeus. Mas porquê? Aquela cabeça deformada e luzidia que hipnotiza o mais perigoso avançado. Aqueles cotovelos assertivos que raramente falham o alvo. Aqueles pitões assassinos que raramente perdoam a vítima.

Estou triste. Tristeano, como te percebo. Já nem sei se valerá a pena continuar a viver..

Nem esta vitória do FC Porto consegue colocar um leve sorriso nos meus lábios, nem uma doce alegria no meu coração.

Estou triste.

Anónimo disse...

Boa vitoria.

Penalty por marcar sobre o nosso avançado colombiano e expulsão perdoada do Tonel.

AIRES disse...

Ganhamos é o principal,mas duas questões o porquê da saída de DANILO e porque ATSU não é a aposta principal?

VIVA O FUTEBOL CLUBE DO PORTO

Anónimo disse...

Alguem viu na televisão a repetição do lance do Jackson ?
Que traçadela....

Anónimo disse...

Hasta siempre y hasta la victoria final Comandante!!

O Danilo descansou e jogou o Miguel Lopes. Chama-se a isto dar confiança e fazer a rotação do plantel. No próximo jogo joga o Danilo. Penalty indiscutível.

Mas, não gostei daquela fase da partida em que com 1-0 não se matou o jogo de vez.

É isso que falta aos Varelas e Ca... killer instint, ambição por marcar sempre mais e mais. O futebol não é um jogo de vida ou morte, é mais do que isso. Não se pode afrouxar ou perdoar. E nisso os jogadores do Porto deixam a desejar. Depois sofre-se um golo e perdem-se pontos e dinheiro.

Mais acutilância, mais denodo.

E ainda por cima, o goal average muitas vez decide Títulos, Vitórias, Campeonatos...

É essa a pecha que aponto ao Vitor Tá. Tem de ser mais exigente e ambicioso e passar essa mensagem de voracidade pelo golo aos jogadores.

Somos Porto
A Caminho do Tri

M P Pinto
Vila da Feira

RBN disse...

Não gosto de bater na mesma tecla, mas gostava mesmo de saber porque Varela e Kleber estão sempre na lista de convocados.

Varela é de uma displicencia impar, Kleber não vai passar disso.

Os dois já tiveram inúmeras chances, muitas mais que Iturbe e Kelvin por exemplo, e continuam a não mostrar porque continuam a fazer parte da lista de convocados.

Atsu jogou praí meia hora, e neste período fez muito mais que Varela em 1 hora.Kleber nem gosto de comentar para não me irritar.

Estes dois juntos lembram o Mariano Gonzalez.

Ainda não tenho opinião formada sobre Jackson, que tanto tem tiques de craque como de perna-de-pau.
O golo que perdeu hoje até merecia entrar naquele anuncio de cerveja na tv com um gajo com um pé às costas, outro com a avó ao colo...

James não pode jogar ali aberto pela extrema, tem que jogar de 10, mais pelo meio, nem que se mude o esquema.Ali, não rende 1/3 do que pode e sabe.

No computo geral, a equipa foi de bom a excelente, e GANDA LUCHO!!!

Anónimo disse...

depois veio o brinde de Kelava onde Jackson Martinez resvalou para o lado anedótico do futebol.
____________________

Voce não viu de certeza arepetição que a TVI 24 passou...

Anónimo disse...

FORÇA LUCHO! SOMOS PORTO!

Sou Dragão disse...

Vencemos com inteira justiça. Após uma paragem tão prolongada no campeonato e o 1º jogo após a venda do Hulk, o mais importante éra vencer e foi o que aconteçeu.
Vencemos bem mas não éra necessário termos sofrido tanto.

Espero que daqui para a frente possamos melhorar, mas é necessário o trio da frente funcionar.
Uma maior concentração de Jackson, uma maior preponderância de James e mais, muito mais de Varela (não esteve mal na 1ª parte, piorou na 2ª). Gostei da entrada de Atsu, e por isso James e Varela que se acautelem. Acredito que foi apenas uma noite menos boa de Jackson e que este ainda nos dará muitas alegrias.

Por ultimo, Lucho é um grande profissional, e que sorte temos nós por estar do nosso lado, e Defour fez um belo jogo.

JP disse...

Algumas notas:
- Lucho é o Homem que mais respeito no futebol. É, de longe, o meu jogador preferido. Que continue para sempre no FC Porto!
- Grande jogo de Alex (desequilibrando o adversário) e Defour (equilibrando o FCP). Também Lucho, Atsu e Helton em belíssimo plano.
- Helton tem 2 passes de 70 metros que são praticamente PERFEITOS. É incrível a sua qualidada de passe longo. É o melhor GR do mundo neste aspecto.
- James tem que estar mais vezes no meio, próximo de Jackson. Assim, Alex tem o flanco todo para si, James joga onde deve e é fortíssimo e Jackson beneficia imenso do apoio de James.
- Excelente Defour a dar a entrevista em português. Tenho uma excelente opinião em relação a ele, parece-me ser um profissional exemplar, muito dedicado (e, sem razão, parece ser o 'patinho feito' da massa assobiativa). Hoje mostrou alguma da muita qualidade que tem. Ainda tem muito para dar ao FCP.

Sou Dragão disse...

Tiago, queria enviar-lhe um link que provavelmente já leu, http://www.record.xl.pt/opiniao/leitores/interior.aspx?content_id=778805
e que fala sobre a péssima gestão de LFV ao serviço do clube do regime, curiosamente este tipo de noticias e contas, estes jornais, nomeadamente a bolha não colocam na capa. Apenas se lembram de pseudo bons negócios.

São cerca de 60 milhões de euros sem retorno desportivo (a não ser que se conte com umas taças da cerveja) e a maior parte sem retorno financeiro.

Desculpe o OFF-TOPIC, mas queria enviar esta mensagem que penso ser relevante para demosntrar o quanto aquele clube é mal gerido apesar da CS de Lisboa querer transmitir o contrário.

Anónimo disse...

O Jackson ficou com pouco angulo depois da finta.
E foi positivamente varrido pelo Tonel !!!

jdm.dragão.lisboeta disse...

Já escreveram tudo (post e comentários).

Apenas registo a minha homenagem ao nosso Lucho pelas razões conhecidas. Grande profissional! Ele mereceu aquele golo!

Também deixo os meus votos de rápidas melhoras ao nosso Presidente... os resultados até ajudam, por isso, breve, breve o teremos a 100%, como é hábito.

Sansoni7 disse...

Olá
Um resultado que é um prémio merecido para o presidente Pinto da Costa e para o Capitão Lucho.
Um abraço para eles.

Cumprs
Augusto