sábado, 22 de setembro de 2012

Antevisão do Jogo - F.C.Porto x Beira-Mar - Liga Zon Sagres

 Vítor Pereira antecipou nesta quinta-feira a recepção de sábado ao Beira-Mar, que espera organizado e a espreitar contra-ataques rápidos. Aos seus jogadores, o técnico dos Dragões pede “abordagem mental forte”, que não fiquem à espera da segunda parte para “resolver” e lança o desafio de fazer golos cedo.

O que espera deste jogo, depois de uma boa vitória para a Liga dos Campeões e perante um adversário que ainda não ganhou?

Espero um jogo de um Beira-Mar bem organizado, que vai, com os seus argumentos, procurar transições rápidas, surpreender numa ou noutra perda de bola. Do nosso lado, vai depender da abordagem mental que fizermos. Temos a experiência do ano passado, em que uma ou outra abordagem mais relaxada quase nos hipotecava a possibilidade de conquistarmos o título nacional. Não podemos estar à espera das segundas partes para resolver o jogo, temos de ter abordagem forte e fazer golos cedo, para depois podermos depois jogar ao nosso melhor nível. É essa a mensagem que quero passar aos meus jogadores.

O que deve aproveitar do jogo de Zagreb para este com o Beira-Mar?

No mínimo, o desafio que se coloca é provarmos que temos uma mentalidade forte para jogarmos na Liga dos Campões, mas também temos mentalidade forte para jogarmos no campeonato nacional e se possível melhorarmos.

Lucho González vai estar disponível para jogar?

O Lucho é um grande profissional, com um problema pessoal. Há liberdade e confiança total da equipa técnica, companheiros e administração. Vamos ver do ponto de vista emocional e do descanso e depois resolveremos a sua utilização ou não.

Realizaram-se agora os primeiros jogos após o fecho de mercado, acha que a sua equipa foi a que perdeu mais ou menos?

Não consigo dizer. Tenho de estar preocupado com a minha equipa e as outras equipas sinceramente não me preocupam neste momento.

Já falou com Jackson depois daquele lance em Zagreb em que podia ter feito golo?

O Jackson é um grande goleador, um jogador de equipa, que trabalha muito para a equipa, foi infeliz naquela definição do lance, mas tem experiência mais do que suficiente para perceber que aquilo pode acontecer a qualquer jogador.

Ficou satisfeito com Defour no papel de número 6?

Acho que a equipa esteve bem, o Defour esteve bem com as suas características diferentes das do Fernando, mas o que me compete a mim dizer é que agora é importante virar a página e percebermos que a concentração tem de ser total com o Beira-Mar, que é um jogo importantíssimo para nós.

Que comentário lhe merece o castigo a Luisão?

Felizmente não é um problema nosso, não tenho sequer que comentar esse tipo de situação. Não é uma questão da minha equipa.

4 comentários:

Emanuel disse...

Boas,
Hoje só temos de pensar na vitória e fazer um grande jogo como fizemos na Liga dos Campeões ou até melhor se possível. Espero que o estádio possa encher para apoiarmos a equipa e apoiar o Lucho neste fase delicada da sua vida pessoal e profissional.

António Dinis disse...

Não vamos esperar um jogo fácil diante do Beira-Mar e muito pelo contrário. Mas vou lá estar, porque há bilhetes a 6 euros e lá estarei no Dragão para apoiar a equipa e o Lucho.

Tiago Peixoto disse...

O FCPorto nunca espera jogos fáceis, somos um alvo a abater para todos os clubes seja no campeonato, Liga dos Campeões, Taça de Portugal e etc....
O Beira-Mar apresenta argumentos, mas somos muito susperiores mesmo sem Hulk e penso que podemos variar entre James e Iturbe. Como é que VP não mete o Iturbe a jogar? Alguém me diga sff. Vou estar no Dragão para a apoiar a equipa e o Lucho que bem merece porque é um campeão!

Tudo Sobre Desporto disse...

O Porto tem todos e mais alguns argumentos para vencer esta noite no Dragão.