sexta-feira, 20 de julho de 2012

Basquetebol sénior acabou......


Bem, na história do Futebol Clube do Porto acho que nunca tinha visto tal, como o que aconteceu agora ao final da tarde. Durante semanas não tivemos notícias se o basquetebol sénior ia acabar ou não. O que se temia aconteceu, para tristeza de todos os portistas, infelizmente o basquetebol sénior acabou. Pode ler o comunicado aqui:

 COMUNICADO DA DIRECÇÃO DO FC PORTO

Face à actual conjuntura federativa, à forma como o basquetebol tem vindo a ser gerido em Portugal e à actual situação económica, a direcção do FC Porto deliberou tomar as seguintes medidas:

1 – Suspender a sua equipa sénior de basquetebol;

2 – Proceder à liquidação e dissolução da Futebol Clube do Porto – Basquetebol, S.A.D., iniciando desde já todas as “démarches” para tal desiderato, solicitando a convocatória da competente assembleia-geral para o efeito e transferindo a actividade da modalidade para o Futebol Clube do Porto;

3 – Convidar o treinador Moncho López para dirigir todo o basquetebol do clube;

4 – Utilizar a infraestrutura Dragão Caixa para a competição da sua equipa de juniores;

5 – Reunir as condições necessárias, no mais curto espaço de tempo, no sentido de retomar a actividade da equipa sénior de basquetebol;

6 – Reorganizar o projecto do basquetebol do FC Porto com o objectivo de contribuir para que a selecção nacional volte a ser um espaço privilegiado para os jogadores formados em Portugal.

Porto, 19 de Julho de 2012

A Direcção do Futebol Clube do Porto

fonte: fcporto.pt

23 comentários:

Anónimo disse...

Uma grande desilusão, a direção do Futebol Clube do Porto, tem de ter as suas razões para acabar com o Basquetebol. Não ia acabar sem ter um único motivo para tal.

Abraço,
Joaquim Pedrosa

Anónimo disse...

Uma grande desilusão!

Rui António Dias Moreira disse...

Boas,
Uma grande pena que o Basquete tenha acabado assim, era uma grande modalidade, e que eu era grande admirador. Espero que um dia esta modalidade possa voltar para nos dar grandes animos.

Abraço

Anónimo disse...

Nunca pensei que isto podesse vir a acontecer :(
É certo que estamos numa crise económica mas o FCPorto não está em crise. Que se passa?

Um abraço
Rui Morais

Anónimo disse...

CRISE e uma federação que talvez não vá no melhor sentido...

Zapata disse...

Nunca imaginei um dia, ter de passar por isto. Ver o Basquete acabar assim de repente :(
Enfim...

Abraço

LuisRafael disse...

Desilusão este dia!!!

SAD FCP disse...

Boas,
Um dia a direção do FCPorto vai voltar com esta decisão atrás... tenho a certeza :)

Anónimo disse...

FORÇA FCPORTO!

Anónimo disse...

Nunca pensei que este chegasse ! :(

Joana Rosa

João Manuel Couto disse...

Boas,
Realmente, estive de manhã no pc, desliguei e agora de tarde quando ligo o PC dou-me de caras com esta notícia horrível? Nunca pensei que isto podesse vir a acontecer..... é um dia triste para a história do nosso clube.

Abraço
J. Manuel Couto

Anónimo disse...

Talvez o fim do basquetebol tenha a ver com a criação do futsal....Já há quem fale que o futsal no FCPorto será realidade

Anónimo disse...

"Porque nunca pensei que uma decisão destas seria tomada sem nenhuma consulta aos associados"
É como eu ja disse antes. O porto raramente quer saber dos sócios.
Nestes aspectos estamos muito atras dos vermelhos.
Mas mto atras..
Qd surge uma situacao deste genero no benfica são enviadas cartas para os sócios a explicar a situação por ex.
No nosso clube temos ao fim de 1 ou 2 semanas um simples comunicado com 2/3 paragrafos..

Emanuel disse...

Boa noite.

Em primeiro lugar dizer que sou um apaixonado por basquet e que tenho pena que a modalidade acabe no clube( temporariamente) mas que entendo a direçao e a posição tomada.

Que clubes a nivel mundial têm modalidades amadoras, exceçao feita ao real e ao barça?? ninguém tem e são clubes financeiramente muito superiores ao porto, depois á a questao do campeonato que é do pior que existe na europa e a qualidade dos jogadores é muito fraca vejam o caso do rob johnson que veio da 3 divisao espanhola, a liga resume-se a porto e benfica não á competitividade, junta-se a isto a falta de patrocinios, a falta de receita de bilheteira e apoio dos adeptos porque muitos destes que agora vêm a criticar nunca foram apoiar o basquet porque com os bilhetes a 1 euro tivemos jogos com 400 pessoas, acham que é com esta receita que a modalidade se aguenta, imaginem se o preço fosse a 7/8 euros o bilhete, tinhamos lá 100 pessoas... custa-me dizer mas aceito e compreendo a decisão da sad neste sentido, menos compreensivel sao os premios dos administradores que dariam um grande jeito para o basquet não acabar, mas são outros assuntos e fico-me po aqui...

cumprimentos

Anónimo disse...

Boas,
Muito triste esta situação, mas entendo a posição tomada pelo clube. É só temporariamente.
Vamos ter Futsal!

João Moreira

Cataro disse...

Inacreditável!
Dá-me vontade de sábado já não ir pagar o meu lugar anual e ao invés, partir o cartão de sócio à frente daqueles senhores que estão a destruir um clube conhecido pelo seu ecletismo além fronteiras!
Têm a coragem ridícula de falar em situação económica quando estão a comprar sul americanos para a equipa B? Já para não falar de outras situações de promiscuidade elevada...
O Basquetebol acaba pela birrinha contra a federação e isto eu não tolero nem me esquecerei jamais. E não acredito no recomeço a curto prazo.
Longe vão os tempos em que o clube era dos sócios, hoje nem somos consultados, ao menos fazem o favor de avisar (umas semanas depois).
O clube está de luto!

Abraço

Baia disse...

É normal que o basquetebol acabe, o campeonato é do mais fraco que existe, não á patrocinios não á gente no pavilhão(receitas)o que queriam ter basquetebol só por ter, nem jogamos competiçoes europeias, compreensivel e eu aceito sem problemas e atençao sou um fa de basquetebol.... de qualidade.

Anónimo disse...

Uma vergonha que amim como portista ainda dói mais. Caso para perguntar: onde está o Presidente que deveria defender as modalidades, ou será que quando perdermos no futebol também vamos deixar de ter equipa sénior? Sejamos honestos e digamos a verdade. É triste e lamento que o meu clube vá por este caminho.

MFA disse...

Para além da vergonha, sinto uma enorme desilusão. Ainda mantive uma réstea de esperança. Mas devo ser, mesmo, muito inocente.

Resta a esperança que Moncho Lopez aceite o convite. Será a forma, tenho a certeza, de o basquetebol sénior do FCP voltar rapidamnte. Caso contário temo que o que conteceu com o voleibol ou hóquei em campo, só para lembrar duas modalidades que deram muitos títulos ao nosso clube, há longos anos, se repita com o basquetebol.

Será que vale a pena renovar o meu lugar no Dragão Caixa? Vou pensar muito seriamente.

Anónimo disse...

Esta decisão é temporária :)

Joaquim Moreira

Anónimo disse...

Alegando a atual conjuntura federativa, a forma como o basquetebol tem vindo a ser gerido em Portugal e a situação económica, o FC Porto anunciou ontem a suspensão da equipa sénior de basquetebol.
Através de um comunicado divulgado no seu site, os dragões confirmaram aquilo que há já alguns dias vinha a ser tema de especulações, optando por parar a atividade da sua equipa principal, não a inscrevendo na Federação Portuguesa de Basquetebol para a próxima temporada, sendo que o prazo para o fazer terminou ontem às 18 horas. A Académica, finalista da Taça de Portugal – ganha pelos portistas – será o adversário do Benfica na Supertaça, em Novembro.

Apenas a equipa sénior vai parar, todos os outros escalões se mantêm a trabalhar, tendo Moncho López sido convidado a dirigir a modalidade no clube (ver caixa), que, de resto, conforme diz o comunicado, pretende retomar a atividade da equipa principal no mais curto espaço de tempo.
Durante os últimos dias foram mantidos muitos contactos, várias reuniões foram tidas no sentido de arranjar uma forma de os dragões se manterem em competição. No entanto, sem sucesso. Em cima da mesa, numa reunião que decorreu até tarde durante a noite de anteontem, esteve a dissolução da SAD do basquetebol – o que vai mesmo acontecer, regressando a modalidade ao clube – e a redução do orçamento da secção para números mais próximos daqueles que são praticados no andebol e no hóquei em patins e que rondam os 700 mil euros. Também se discutiu uma mudança de estratégia, com a aposta a passar pela formação, a exemplo do que faz o andebol, que geralmente contrata atletas novos e com margem de progressão, sendo Gilberto Duarte um exemplo perfeito dessa política: chegou ao FC Porto com 15 anos, foi evoluindo e, na época passada, com apenas 21 anos, foi o MVPdocampeonato.

É essa a linha de orientação que o basquetebol pretende seguir. De resto, a manutenção dos escalões de formação vai nesse sentido, tal como o desejo de manter Moncho, por forma a fazer regressar os azuis e brancos à competição sénior no mais curto espaço de tempo.
O JOGO sabe que o técnico ainda não deu resposta ao convite que lhe foi endereçado, mas há fatores que podem pesar na sua decisão, caso da forte ligação que desenvolveu com o clube e que nunca escondeu – antes pelo contrário! –, mas também a esperança de ver os seniores de novo em atividade. No passado, Moncho teve propostas semelhantes de outros clubes, as quais descartou.

As dificuldades orçamentais e o facto de alguns jogadores não terem acedido às propostas de redução dos salários, levaram a esta decisão do FC Porto de suspender a equipa sénior. Os atletas ficam agora livres de negociar com outros


in ojogo.pt

Anónimo disse...

Sendo portista desde o dia em que nasci, a mim não me choca o fim do Basquetebol Profissional. Modalidades como Basquetebol, Voleibol, Andebol e Hoquei em Patins devem manter-se pela força da tradição mas praticadas de forma amadora, seja qual for a divisão. O desporto profissional deve cingir-se ao futebol. É o único que move multidões e gera receitas. E é o único desporto que nenhum dirigente trocaria um título por outra qualquer modalidade.

Fernando Vargas - Porto

Anónimo disse...

Tivessem os jogos de basquetebol tantas presenças no Dragaozinho como de adeptos "chocados" e se calhar as hipoteses de sobrevivencia eram bem maiores...

O ecletismo é para tentar preservar mas há uma mudança que sobretudo em quadro de crise economica não se pode esquecer:
É que agora estas modalidades deixaram de ser amadorasou pelo menos semiamadores e passaram a altamente profissionais...