quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Paços de Ferreira 1-2 F.C.Porto - Teste bem sucedido na Mata Real


FC Paços Ferreira 1-2 FC Porto

Taça da Liga 2011/12, Grupo D, 1ª jornada
21 de Dezembro de 2011
Estádio da Mata Real, em Paços de Ferreira


Árbitro: Rui Costa (AF Porto).
Assistentes: Nuno Manso e Tomás Santos.
Quarto árbitro: Hugo Pacheco.

PAÇOS DE FERREIRA: Cássio; Diogo Figueiras, Javier Cohene, Fábio Faria e Luisinho; Filipe Anunciação (cap.), André Leão e Vítor; Manuel José, William e Melgarejo.
Substituições: Vítor por Bacar (75m), William por Michel Lugo (83m) e Diogo Figueiras por Caetano (86m).
Não utilizados: António Filipe, Josué, Luiz Carlos e Eridson.
Treinador: Henrique Calisto.

FC PORTO: Bracali; Maicon, Otamendi, Mangala e Alex Sandro; Souza, Belluschi (cap.) e Varela; Djalma, Kléber e Rodríguez.
Substituições: Maicon por João Moutinho (46m), Varela por Hulk (58m) e Souza por Fernando (79m).
Não utilizados: Kadú, Iturbe, Tiago Ferreira e Vion.
Treinador: Vítor Pereira.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores: Rodríguez (2m), William (16m) e Hulk (70m, pen.).

Cartões amarelos: Mangala (64m), Fábio Faria (69m) e Luisinho (82m).

Após 2 jogos nos quais foram notórias melhorias ao nível da qualidade exibicional dos Dragões, especialmente a última frente aos madeirenses, em que talvez tenhamos feito dos melhores jogos esta época, surge no panorama portista o início de mais uma competição. A “nossa querida” Taça da Liga estava de volta e na antevisão da partida, Vítor Pereira deixou logo o aviso que não é uma prioridade para a nossa equipa vencer esta competição em detrimento de outras bem mais importantes.

A antecipação deste encontro foi brilhante do ponto de vista desportivo para o Porto. Com a jornada marcada para os primeiros dias de Janeiro, na semana da deslocação a Alvalade, podemos assim ganhar uns dias de preparação desse jogo importante no nosso calendário.

Vítor Pereira prometeu mudanças no 11 inicial e meia equipa foi alterada relativamente ao último jogo. Ressaltam as entradas de Alex Sandro, Rodriguez e Kléber. A juntar a isto, o teste a um sistema alternativo, mais próximo do 4x4x2 ou 4x1x3x2, quando Belluschi aparecia em zonas mais próximas de Rodriguez ou Kléber.


 Entrada forte do Porto e logo aos 2 minutos, Kléber procura dar apoio em zonas próximas do meio-campo, recebe e gira sobre dois adversários e com Rodriguez a criar um movimento de ruptura nas costas do lateral, recebe a bola de Kléber e remata forte para um bonito golo do Porto. Destaca-se o trabalho do ponta de lança azul e branco. Durante os 15minutos iniciais, apesar do domínio portista, notou-se a falta de Moutinho na 1ª fase de construção da equipa. Era um domínio natural mas que não era traduzido em oportunidades ou qualidade na posse de bola.

À passagem do minuto 16, num lance de bola parada, os jogadores da casa chegam ao empate fruto da passividade enorme da defensiva do Porto. Bola no 2º poste, defesa incompleta de Bracalli e no poste contrário novamente um jogador do Paços a ganhar a frente desta vez a Alex Sandro e o empate estava consumado. William foi o marcador.

Daqui até ao intervalo uma oportunidade para cada lado. Primeiro por Melgarejo na cara de Bracalli a rematar ao lado depois de percorrer o corredor todo em velocidade e Otamendi a não ser rápido o suficiente para o acompanhar. Depois, numa grande jogada colectiva, remate por cima de Rodriguez e o intervalo a chegar pouco depois.

Pediam-se mudanças para a 2ª parte ao nível da qualidade de posse de bola e construção de jogadas ofensivas e para isso entrou Moutinho. Saída de Maicon e passagem de Djalma para lateral direito.

As linhas do Dragão passaram a jogar mais subidas com mais tracção à frente e fomos ganhando mais bolas no meio-campo adversário fruto de uma pressão mais intensa sobre o portador da bola. Moutinho fez a equipa jogar e variar jogo procurando sempre o lado aberto do jogo para circular a bola. Ainda antes dos 15’ da 2ª parte, nova alteração no Porto com a saída de Varela (nem hoje aproveitou a oportunidade) e entrada de Hulk. Com Kléber em campo, o incrível colocou-se na sua posição mais natural, o corredor direito e criou os desequilíbrios necessários para o aparecimento de perigo junto da baliza de Cássio.

Após algumas ameaças, recuperação de bola a meio-campo por Moutinho, de imediato a bola a entrar em Hulk e este fez o resto…deixou um adversário pelo caminho e já dentro da área só não deixou o 2º por claro derrube de Fábio Faria e desta vez o árbitro assinala grande penalidade (não valia 3 pontos para a Liga Sagres foi marcada). Hulk chamado a marcar e regresso aos golos da marca dos 11metros após ter falhado em Olhão, enganando o gr e colocando o Porto em vantagem até final da partida.

A partir deste momento alguns bons momentos de Hulk e Rodriguez entregando-se sempre até ao limite em cada lance disputado.

 Tive pena de não termos mais um cheirinho de Iturbe, mas Souza teve de sair com problemas físicos aos 78minutos dando lugar a Fernando. Pela equipa apresentada, apesar das mexidas, dá a ideia do Porto estar a encarar esta competição com um pouquinho de mais seriedade do que em épocas anteriores, talvez por já não haver Taça de Portugal, não sendo, no entanto, de abdicar das outras por esta, mas após vitória fora e com 2 jogos em casa, temos via aberta para a meia-final da competição.

Bom final de ano para a equipa que cumpriu esperando-se entrada com 3 pontos no ano novo!

Para vocês, bloguistas da família portista, desportistas e restantes viajantes deste blog, desejos de Boas Festas para todos e um ano 2012 cheio de sucessos azuis e brancos!

Notas positivas: Entrada a vencer na competição e fora tendo tudo agora para carimbar a passagem para as meias-finais; oportunidade para ver outras soluções.

Notas menos boas: Ritmo lento e pouca dinâmica em jeito de algum desprezo por esta competição… mas sem Taça de Portugal, terá de ser um escape para a equipa enquanto for possível conciliar com as restantes competições; golo sofrido de bola parada.

Melhor em campo: Cebola Rodriguez – sempre vivo no jogo arrancou em grande com um bom golo logo aos 2 minutos, dando seguimento ao grande jogo que fez no passado sábado. Demonstra capacidade física para aguentar outro nível e está bem mentalmente. Para continuar a apostar.


DECLARAÇÕES

Vítor Pereira

"Vencemos, ganhámos bem e cumprimos a nossa obrigação, frente a um adversário com uma boa atitude. Estamos ainda num processo de evolução, mas preparados para a dificuldade dos jogos por disputar."

Rodríguez

"Sabíamos que jogar neste campo, de pequenas dimensões, é muito difícil. Felizmente, tivemos a oportunidade de converter aquele penalty e chegámos à vitória. Estou muito contente neste clube e neste plantel, que tem muito bons jogadores e, se puder ficar, vou ficar muito feliz. Se tiver que partir, ficarei igualmente feliz por ter feito parte desta grande equipa. Tive a oportunidade de marcar, mas o mais importante foi termos vencido."

14 comentários:

Anónimo disse...

GRANDE GOLO DE C. RODRIGUEZ!

SOMOS PORTO!

António

Anónimo disse...

SOMOS PORTO!

Anónimo disse...

Alex Sandro não fez uma exibição espectacular, mas deu para ver que tem futebol e que será um bom substituto do Palito.

Anónimo disse...

Alex Sandro foi a par de Rodriguez o melhor em campo dos titulares. Defensivamente irrepreensível (ainda salvando um golo) e ofensivamente muito consistente. Muito equilibrado! Grande Lateral.

Anónimo disse...

Temos defesa esquerdo(Alex Sandro)...jogou muito bem,subiu muitas vezes pelo lado esquerdo no apoio ao ataque e nao com os comentadores falaram, que nao subia muito pela ala,disseramm que jogou muito bem ,isso é verdade...agora é mentira,que nao apoiava o ataque,quem falou foi Freitas Lobo...

Cássio evitou a goleada ,depois de peçanha, agora foi o guarda-redes Pacense a fazer o mesmo,o F.C.Porto nao fez um jogo brilhante ,jogou q.b para ganhar...

A formação dos Castores apenas defendiam nos ultimos 20 metros de terremo ,com saíadas em rapidos contra ataques...criando algum perigo,ou em lances de bola parado ,e num desses lances nasce o golo do empate...

O importante ,ganhamos e merecemos ganhar!!!!

Anónimo disse...

Cumprimos.

Alex Sandro promete.É jogador.

RodrigueZ ? Sabe jogar e está finalmente boa forma .

Tone disse...

Grande Porto! Grande atitude! Pena não termos visto jogar o Iturbe!

Poder Desportivo disse...

Como tem vindo a ser evidente, tinhamos de acabar o ano em beleza. 2011 foi um ano de grandes conquistas!

Liga Europa
Liga Portuguesa
Taça de Portugal
Supertaça

Que mais pedir?

Bom Natal e um bom ano de 2012 a todos!

Bocha disse...

Hola que tal

Soy Bocha, creador del blog Abran Cancha. Estoy muy interesado en tener un intercambio de links con tu blog, la verdad que me ha gustado mucho y seria un honor tenerlo entre mis enlaces. Enlázame y me avisas para que inmediatamente coloque tu link en mi sitio. Te comento que este intercambio te beneficia, ya que Abran Cancha tiene un buen ranking Alexa y buen PageRank. Cada día crecemos más y queremos seguir expandiéndonos.

ABRAN CANCHA
www.abran-cancha.blogspot.com

Anónimo disse...

Em relação ao iturbe ia entrar mas o souza tava com cãibras por isso acabou por entrar o fernando

Tonito2 disse...

Uma boa vitória num campo extramamente difícil! É verdade que terminamos bem o ano em 1º do campeonato, em 1º do grupo da Taça da Liga e podíamos terminar melhor se tivéssemos na UEFA Champions League.

disse...

Ontem mostramos ser superiores ao Paços, pena não ter dado para ver a magia de Iturbe. Mas isso fica para 2012!

PS - Tiago, ainda bem que regressaste ao blogue. Já fazias falta na blogosfera portista.

Abraço

Anónimo disse...

A magia de iturbe fica para outro dia......

somos porto!

Tone disse...

Este ano é tudo nosso........