sexta-feira, 18 de março de 2011

F.C.Porto 2-1 CSKA Moscovo . Este Porto é MAGICO!



assistência: 32.712 espectadores.

Árbitro: Kevin Blom (Holanda); Assistentes: Nicky Siebert e Patrick Langkamp; Quarto árbitro: Danny Makkelie; Assistentes adicionais: Tom Van Sichem e Reinold Wiedermeijer.

FC PORTO: Helton; Sapunaru, Rolando, Otamendi e Fucile; Fernando, Guarín e João Moutinho; Hulk, Falcao e James.
Substituições: James por Belluschi (52m), Falcao por Varela (77m) e Hulk por Cristian Rodríguez (87m).
Não utilizados: Beto, Sereno, Souza e Rúben Micael.
Treinador: André Villas-Boas.

CSKA MOSCOVO: Akinfeev; Nababkin, Berezutski, Ignaschevich e Schennikov; Tosic, Aldonin, Honda e Dzagoev; Doumbia e Vágner Love.
Substituições: Doumbia por Necid (65m), Tosic por Oliseh (72m) e Dzagoev por Mark González (74m).
Não utilizados: Chepchugov, Semberas, Berezutski e Rahimic.
Treinador: Leonid Slutski.

Marcadores: Hulk (1m), Guarín (24m) e Tosic (29m).

Disciplina: cartão amarelo para Ignaschevich (30m), Fucile (37m), Tosic (45m), Aldonin (48m), Vágner Love (72m) e Honda (84m).

No Estádio do Dragão, a formação azul e branca, apontada como uma das favoritas a vencer esta edição da Liga Europa, fez uma prestação sólida, competente e segura na recepção aos moscovitas, que a levou à vitória por 2-1, com os golos a serem apontados no primeiro tempo por Hulk (48 segundos) e Guarín (23’).

O FC Porto começou o desafio da melhor forma no Estádio do Dragão. Hulk inaugurou o marcador aos 48 segundos na conversão de um livre directo traiçoeiro que “baralhou” o guardião dos moscovitas. O Dragão assistiu ao golo mais rápido desta edição da Liga Europa.

O CSKA de Moscovo não acusou o golo e começou a carregar sobre a equipa portuguesa, fruto disso foi uma bola à trave num cabeceamento do brasileiro de Vagner Love.

A meio da primeira parte, Freddy Guarín, autor do golo solitário na Rússia na primeira mão, voltou a fazer das suas e colocou a equipa azul e branca a vencer por 2-0, graças à ajuda do desentendimento entre a defesa russa e o guarda-redes Akinfeev. O jovem colombiano James aproveitou esse erro e cruzou para o conterrâneo Guarín que só teve de empurrar a bola para dentro.


Os adeptos portistas presentes (cerca de 38 mil) no Estádio do Dragão continuaram a fazer a festa nas bancadas mas esta foi interrompida quando Tosic, aos 29 minutos, fez o golo para os moscovitas, reduzindo a desvantagem.

No segundo tempo, André Villas-Boas “lançou” Belluschi para o lugar de James Rodríguez para dar mais consistência ao meio-campo azul e branco e o argentino, no tempo que esteve presente em campo, conseguiu-o de forma exemplar.

O FC Porto conseguiu colocar a bola pela terceira vez dentro da baliza do CSKA de Moscovo mas a equipa de arbitragem anulou o golo a Rolando por achar que o central introduziu a bola com a mão.

Nota ainda para o brilhante comportamento da defesa dos Dragões, com destaque para os centrais Rolando e Otamendi.

Com esta vitória, o FC Porto junta-se às outras duas equipas portuguesas na passagem aos quartos-de-final da Liga Europa, cujo sorteio se realiza esta sexta-feira pelas 12 horas.

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas-Boas: «Era vital ter boa posse de bola, porque qualquer erro podia deixar-nos expostos ao CSKA e isso aconteceu algumas vezes. O golo cedo tranquilizou-nos. Como o 2-1 é sempre uma ameaça, tinha de haver uma boa gestão da posse de bola e os jogadores fizeram-no. Estamos nas 16 melhores equipas europeias. Há equipas de relevo ainda. É imprevisível. Qualquer equipa acredita que pode ganhar a Liga Europa.»

Hulk: «Logicamente não ia ser um jogo fácil, mas estamos de parabéns. Agora temos de nos focar no próximo jogo. Estivemos muito bem. As duas equipas tinham condições de ganhar. Tive a felicidade e a sorte de marcar. Com certeza será complicado. Todas têm condições para ganhar a Liga Europa. As três equipas nos quartos-de-final mostram bem a importância do futebol português.»

Guarin: «Era muito importante. Sabíamos que ia ser difícil. Foi também importante manter o rumo das vitórias. Estou muito feliz. Estes são momentos para desfrutar e aprender. Um jogador nunca está tranquilo quando fica no banco. Agradeço a ajuda dos companheiros e da equipa técnica e da minha família. Estamos mentalizados para ultrapassar mais obstáculos nesta prova, seja quem for o adversário. Será sempre um jogo muito difícil.»

5 comentários:

Anónimo disse...

Nao me pareceu que o Sapunaru (outro mal amado pelos vistos) tenha sido o unico a colocar o russo em jogo, alias a culpa pareceu-me ter sido dos defesas que subiram sem ter em conta que havia colegas mais atrasados que nao poderiam acompanhar a subida a tempo.
O meio campo deu oportunidades que chegassem ao ataque tanto hoje como contra o Sevilha. O Hulk foi pouco inteligente em varias ocasioes (alias tem uma capacidade de decisao bastante mediana e tende a querer a decidir tudo a forca) e o Fernando que fez um grande jogo a defender deveria ser proibido de entrar nos ultimos trinta metros.

Manuel F. disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Revolta FCP disse...

Ontem foi possível ver um jogo de futebol mais agradável, tacticamente muito evoluido e bem disputado.

Quem possa dizer que o Porto teve uma noite tranquila, não deverá ter visto o mesmo jogo que eu. O Porto soube sim estar atento, ter um posicionamento táctico exemplar e parar a perigosa máquina de contra-ataque do CSKA. A única falha (a meu ver) do Porto resultou num golo dos Russos.

No final das duas mãos fomos claramente mais fortes, soubemos gerir as coisas e avançar para os quartos-de-final da UEL.

E cá estamos nos quartos-de-final da UEFA Europa League. Do sorteio de hoje qualquer coisa serve. Acho que os únicos que queria evitar eram os russos (o Spartak pelo relvado esquisito e pela viagem), os ucranianos (o Dinamo pela viagem) e os espanhóis do Vilarreal (porque é um futebol sempre imprevisivel).

Bom seria apanhar um dos holandeses... mas com a sorte que temos eu apostava no seguinte Lineup:

1. FC Porto - Spartak Moscovo
2. SL Benfica - Twente
3. SC Braga - Dinamo Kiev
4. PSV - Villareal

Meias Finais
1. vs 4.
2. vs 3.

Mas isto sou eu que tenho a mania de adivinhar...

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem como se previa tivemos um jogo complicado.

Este adversário é de grande qualidade, com grandes jogadores, que teriam lugar em algumas das maiores equipas europeias.

Shennikov, Tošić e Dzagoev são 3 jovens jogadores para mais altos voos, aos quais se juntam Love, Honda e Doumbia.

A qualidade do nosso adversário ainda reforça mais o nosso mérito na passagem.

Ontem tivemos de saber defender, e soubemos atacar nos momentos certos. Pena ontem termos um Falcao desinspirado.

Fernando na minha opinião foi o melhor em campo. Ele foi um autêntico eucalipto ... secou tudo à volta e foi o trinco de segurança à nossa defesa.

Hulk foi explosivo.
Guarin teve fantástico e muito bem no transporte de bola e recuperação.
Helton, Otamendi e Rolando muito seguros.
Sapunaru segurou bem Dzagoev e fez uma boa exibição.
Fucile esteve melhor a atacar do que a defender, e apanhou a "fava" pela frente - Tosic, e James não fechava quando o uruguaio subia, o que nos complicou a vida.

James esteve algo apagado, embora tenha estado envolvido no lance do 2º. golo.

Falcao esteve desinspirado, e teve uma exibição menos conseguida.

Mais uma vez Villas-Boas eteve muito bem nas substituições, e com a entrada de Belluschi passamos a controlar e a dominar o jogo e podíamos mesmo ter marcado mais um golo.

É histórico termos 3 equipas entre as 8 que hoje vão estar no sorteio dos quartos de final.

Espero que o FC Porto tenha um pouco mais de sorte no sorteio. Depois do Sevilha e CSKA ... que não nos saia o Dínamo de Kiev.
Também desejo que as equipas portuguesas não se encontrem para que haja mais possibilidades de termos mais equipas nas meias finais e quem sabe uma final portuguesa. Quando o FC Porto venceu a Taça Uefa, por muito pouco não tivemos um Boavista vs FC Porto na final, só mesmo o Celtic parou o Boavistão dessa época!

Fantástico o apoio do público.

Abraço e bom fim de semana

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

P. Ungaro disse...

Boas,

Se duvidas existissem relativamente a qualidade do FC Porto este ano, ontem ficaram totalmente dissipadas.

Mais um passo na caminhada rumo a Dublin.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com