quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

F.C.Porto 3-0 Beira - Mar . Ainda podemos chegar às meias-finais

assistência: 16.618 espectadores.

Árbitro: Árbitro: Marco Ferreira (Madeira), Assistentes: Álvaro Mesquita e Nelson Moniz; 4.º Árbitro: Manuel Mota.

FC PORTO: Helton «cap.»; Fucile, Otamendi, Maicon e Rafa; Fernando, Souza e João Motinho; Hulk, Walter e James.
Substituições: João Moutinho por Rúben Micael (46m), Hulk por Mariano (46m) e Fernando por Belluschi (73m).
Não utilizados: Kieszek, Guarín, Sereno e Varela.
Treinador: André Villas-Boas.

BEIRA-MAR: Vicente Paes; Danilo, Kanu «cap.», Jaime e André Marques; Yohan Tavares e Tiago Barros; Alex Maranhão, Sérgio Oliveira e Ruben Lima; Wang.
Substituições: Kanu por Rui Sampaio (46m), André Marques por Leandro Tatu (61m) e Alex Maranhão por Artur (71m).
Não utilizados: Oblak, Hugo, Wilson e Renan.
Treinador: Leonardo Jardim.

Marcadores: Walter (7m), Rafa (18m) e Fernando (39m).

Disciplina: Tiago Barros (27m), Walter (88m), Ruben Lima (89m) e Fucile (90+3m).

FC Porto venceu, calmamente, o Beira-Mar de Leonardo Jardim por 3-0, no Estádio do Dragão, em jogo da segunda jornada do Grupo A da Taça da Liga. Mas a derrota da primeira ronda, na recepção ao Nacional da Madeira, deixa os portistas numa posição difícil para chegar às meias-finais da prova, uma vez que os madeirenses têm seis pontos e os portistas apenas três. Tudo se resolverá na terceira e última jornada.

Quanto ao jogo desta quarta-feira à noite, no Estádio do Dragão, o FC Porto imprimiu bom futebol na primeira parte, mesmo não tendo jogado com o seu “onze” mais forte, e por isso apontou três golos. No segundo tempo, os azuis e brancos “exploraram” mais, deixando o “futebol espectáculo” nos primeiros quarenta e cinco minutos.

Ao minuto 7, Walter aproveitou da melhor forma a defesa incompleta do guarda-redes Vicente Paes, depois um livre directo apontado por Hulk, e só teve de encostar para dentro da baliza aveirense.

Dez minutos depois foi a vez do lateral esquerdo Rafa livrar-se da defesa auri-negra e, numa jogada de insistência por parte do jovem português, rematar para o segundo dos azuis e brancos.

A ganhar por 2-0, os portistas não abrandaram de rimo e ainda tiveram excelentes oportunidades de marcar mais golos antes de visitarem os balneários.

O terceiro golo do FC Porto foi uma bomba enviada à entrada da grande área e “acendida” pelo médio brasileiro Fernando ao minuto 38, sem hipóteses para o guardião dos aveirenses.

Ao intervalo, o FC Porto vencia por 3-0 e tinha o jogo controlado, apesar de algum atrevimento, como tem sido habitual, por parte da equipa de Leonardo Jardim.

 Na segunda parte, André Villas-Boas aproveitou para dar alguns minutos de jogo a Mariano e Rúben Micael, para os lugares de Hulk e João Moutinho, mas o resultado manteve-se inalterável até ao final do encontro.

O Nacional da Madeira, com duas vitórias, soma seis pontos e um empate basta, frente ao Beira-Mar, na próxima semana, para colocar a equipa de Jokanovic nas meias-finais da Taça da Liga. A turma de Aveiro, com duas derrotas, já não tem hipóteses de seguir em frente na Taça da Liga.

O FC Porto e Gil Vicente, ambos com três pontos, estão obrigados a vencer o encontro da próxima semana em Barcelos e esperar que a equipa da Madeira saia derrotada do desafio.

Mas a vitória pode não ser suficiente para a equipa do Porto e Barcelos, precisando de ultrapassar o Nacional da Madeira no número de golos marcados para alcançar o primeiro lugar do Grupo A.

Recorde-se que apenas o primeiro classificado de cada grupo passa às meias-finais.

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas-Boas: «Já sabíamos qual era a nossa situação face ao resultado do Nacional esta tarde. O apuramento está comprometido desde a primeira derrota, visto que há apenas três jogos. A partir daí, ficámos condicionados. O cenário é o mesmo que foi revisto na conferência de imprensa depois do encontro com o Nacional. Temos que esperar que o Beira-Mar ganhe ao Nacional e marcar um número considerável de golos (ao Gil Vicente) para alimentar a hipótese de seguirmos em frente. O jogo valeu pelo compromisso e nível de exigência que a equipa manteve consigo própria. A primeira parte foi excelente e segunda parte foi boa. - O Beira-Mar fez alterações profundas na equipa. O jogo de sábado, em Aveiro, será completamente diferente, os jogadores do Beira-Mar que ficaram de fora vão acrescentar qualidade individual e colectiva. Esta não foi a imagem do que se passará em Aveiro, nem para uma equipa nem para outra. Não é certo que o Falcao esteja fora do jogo com o Beira-Mar, há uma mínima possibilidade de jogar. A situação não é nova. Contra o Marítimo, sem o Falcao, marcamos um número importante de golos e fizemos um jogo que considerámos muito bom. Vamos ver que alternativas temos e tomaremos a melhor decisão possível. - Vamos ter pouco tempo para recuperar. Na sexta-feira, vamos ainda tocar na organização para o jogo em Aveiro. Há muita competitividade no plantel. É bom para mim que a luta se mantenha, a partir daí as escolhas dependem essencialmente de opções estratégicas. Todos estão num nível elevado.»

Walter: «Um avançado vive de golos. Mereci uma oportunidade por parte do treinador e marquei. Temos jogadores com muita qualidade e é mais fácil jogar com esta equipa. Trabalho todos os dias e, com o apoio dos meus companheiros, consegui fazer um bom jogo».

19 comentários:

Anónimo disse...

Grande jogo. Grande 1ª parte. Sensacional. Só não percebo o que é que as pessoas ficam a fazer em casa.

abraço

mário

P. Ungaro disse...

Bom dia,

Do jogo de ontem destaco a primeira parte ... entramos fortes e pressionantes, a trocar bem a bola e o resultado eventualmente ate pecou por defeito ... Fernando para mim esteve irrepreencivel, que bela exibição.

Um Abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem entramos em campo já a saber o resultado do Nacional, e foi estratégia efectuar uma primeira parte de maior ritmo e velocidade para obter um resultado avolumado ... e conseguimos marcar 3 golos, e alguns outros ficaram por marcar muito por mérito do guarda redes aveirense.

Na segunda parte, poupamos Hulk e Moutinho, e jogamos devagar, devagarinho e parados, sem ritmo, e o jogo perdeu o interesse. De lamentar o arremesso de objectos das bancadas, que só travou ainda mais o ritmo do jogo que de devagarinho passou a parado por alguns instantes.

Positivo, a atitude de Helton, no acalmar das hostes.
Destaques para Walter, o melhor em campo.
Ainda destaque positivo para Otamendi (mais um excelente jogo), Rafa (que está a evoluir), James e Hulk que deram velocidade ao jogo na 1ª. parte.

Pena o penalti claro não ter sido assinalado, pois mais um golo faria jeito nas contas muito difíceis para o apuramento para as meias finais, de cujo acesso dependeremos sempre do Nacional...e da vontade competitiva do Beira-Mar...

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Anónimo disse...

Espectacular o jogo de ontem.

abraço

PORTISTA DE BRAGA

Matias disse...

Por mim Hulk e Moutinho nem deviam ter entrado. Desgaste e risco de lesão desnecessário. Mas com a presença deles tivemos 45 minutos de bola, 3 golos e depois tudo murchou.

Bons apontamentos de uns, médianos de outros, mau de alguns.

Péssimo árbitro e palhaço na baliza contrária.

O BeiraMar não queria saber do jogo para nada.

Sábado vai ser muito difícil.

Anónimo disse...

O Campeões F.C.Porto e outros blogues vão associar-se à petição publica do RenovaroPorto ?

rbn disse...

O Sr João Saraiva "descobriu" o "segredo" de Jorjesús, ao fazer aquele comentário "mauzinho", mas inteiramente verdadeiro sobre um patinho ainda mais feio que o Mariano Gonzalez: o defesa Sereno, que até hoje ninguém sabe porque foi contratado.

Bastou o treinador lampião, que parece apresentador de programa pimba de televisão, colocar o Nulo Golos na bancada que resolveu o problema, já que toda a gente sabe que o Nulo Golos é o melhor marcador mundial de sempre de...

... "quase-golos".

E os ben7as desataram a marcar golos de tudo o que é jeito: de livre, de bola corrida, golos legais e muitos, muitos golos ilegais e de penalty na época transacta.

Eu como portista, torço para que Nulo Golos ainda vá a tempo de ser promovido da bancada para o banco de suplentes.E ainda mais otimista, torço que ainda vá a tempo de ser titular:-)

E aproveito para lançar o slogan muito em voga na época do mantorras, mas ao inverso:

-NÃO DEIXEM O SERENO JOGAR!!!!

Rui Valente disse...

Está online uma petição dirigida à Assembleia da República «Contra a Discriminação ao FCPorto e pela demissão da Direcção da RTP»

Para assinar clicar aqui:
http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N5635

Pelo FCPorto!

Leceiro disse...

Depois de tantas bolas perdidas para o Dolce Vita, estamos com uma percentagem de acerto na baliza muito interessante; aliás, se até o Fernando acerta, é porque existe algum trabalho específico nos últimos tempos.

Um jogo em que todos ficaram satisfeitos com a entrega e atitude dos jogadores, espero apenas que ninguém se deslumbre com as facilidade de ontem, tanto que o Beira-Mar vale muito mais do que mostrou ontem.

Anónimo disse...

Excelente 1 parte! A espaços chegou a ser brilhante. Uma pergunta, que se passa com R Micael?

João Manuel Couto disse...

Uma grande 1ª parte, com grandes golos,..... na 2ª parte a equipa morreu.

abraço

Tiago Araújo disse...

De acordo com os números oficiais, ontem estiveram 16.618 espectadores a assistir ao jogo.
Não tenho a certeza, mas penso que é a assistência mais baixa desta época no Estádio do Dragão.

Tiago Araújo disse...

PS1 - com os números oficias ( 16.618 ) espectadores que foram ver o jogo.
E os que ficaram em casa há sites que lançaram uma estatística a dizer que ficaram em casa a ver 40.000 espectadores.

Alexandre disse...

@ Tiago Araújo

É verdade com a estatistica de ficarem em casa 40.000 espectadores a ver o jogo. Mas temos de compreender que é um jogo a meio da semana.
Se me permite recordar jogamos no ultimo fim de semana frente à Naval que é o ultimo classificado do campeonato e o Estádio do Dragão esteve cheio.

abraço

ruimanelfcp disse...

jogo espectacular, só não percebo o que ficaram em casa a fazer 40.000.....

Anónimo disse...

neste jogo resume - se a uma boa primeira parte do fcp mais uma vez resolvida à bomba, só que desta vez a bomba não estourou logo, teve a ajuda de walter que fez mais um golo. mesmo com mais um golo penso ser necessário ao fcp mais um avançado e o mais rapidamente possível, até já devia cá estar para aproveitar estes jogos da taça da liga para se habituar a nossa forma de jogar. no sábado vai ser um jogo completamente diferente, um jogo complicado em que devemos resolver cedo o jogo, porque nesta altura pontos perdidos significa mais festa nos meios de comunicação para embalar "os vermelhos". gostei de ver o hulk a marcar os livres, mas continuo na minha e posso estar muito errado, os lances de bola parada no fcp são muito mal aproveitados, há jogos em que temos 10 cantos e para ai 6 ou 7 não passam do primeiro poste, pode ser o uma impressão minha. Dragon Fire

Anónimo disse...

Acompanho o FCPorto para todo o lado,mas não me peçam para ir a jogos em que o Presidente e o clube não querem ganhar.
Eu aceito a desistencia desta competição,até pelos moldes em que ela se establece,agora uma mensagem de descompressão total a meio da epoca,é inadmissivel. Ainda mais quando proferida por aquele que todos ouvem(os k não ouvem,deviam)
SD

Tiago Araújo disse...

Mais logo por volta da 0:14 vai ter um post aqui sobre a Namorada de Salvio e no mesmo post um assunto sobre a RTP.

DC disse...

Boa noite!

http://mentirasvermelhas.blogspot.com/2011/01/multas.html

Leiam!