domingo, 9 de janeiro de 2011

F.C.Porto 4-1 Marítimo . Nova goleada, nova vitória...


assistência: 26.706 espectadores.

Árbitro: Carlos Xistra (AF Castelo Branco), Assistentes: José Cardinal e Jorge Cruz; 4º árbitro: Augusto Costa.

FC PORTO: Helton «cap»; Sapunaru, Rolando, Otamendi e Rafa; Guarín, João Moutinho e Belluschi; Varela, Hulk e James.
Substituições: Varela por Fernando (67m), Sapunaru por Maicon (74m) e Belluschi por Mariano (83m).
Não utilizados: Kieszek, Walter, Souza e Rúben Micael.
Treinador: André Villas-Boas.

MARÍTIMO: Marcelo Boeck; Ricardo Esteves «cap», Roberge, Robson e Alonso; Rafael Miranda, Roberto Sousa e Tchô; Marquinho, Baba e Djalma.
Substituições: Roberto Sousa por Sidnei (52m), Tchô por Cherrad (64m) e Marquinho por Heldon (81m).
Não utilizados: Marafona, Luciano Amaral, Luís Olim e João Guilherme.
Treinador: Pedro Martins.

Marcadores: Guarín (37m e 75m), Hulk (60m), Baba (70m) e James (80m).

Disciplina: cartão amarelo para Robson (16m), Otamendi (20m), Ricardo Esteves (31m), Rafa (35m), Djalma (43m), Roberge (66m), Rafael Miranda (67m), Sapunaru (69m), Guarín (76m) e Sidnei (80m).

O FC Porto venceu, este sábado, o Marítimo por 4-1, em jogo da 15ª jornada, terminando a primeira volta do campeonato português 41 pontos e 11 pontos de vantagem sobre o segundo classificado (com um jogo a menos).

Guarín (37’ e 74’), Hulk (59’) e James (80’) marcaram para os portistas e Baba (70’) para o Marítimo.

Durante a primeira parte, a formação insular conseguiu anular alguns desenhos de ataque da equipa da casa e circulou bem a bola no meio do relvado. Mas a verdade é que a equipa de Pedro Martins não criou situações de grande perigo perto da baliza de Helton.

O FC Porto, que esta noite contou com Hulk como ponta-de-lança, com a ajuda de James e Varela nos extremos, esteve activo mas falhou vários lances perto da grande área de Marcelo Boeck que podiam ter dado a vantagem mais cedo.

Antes do golo do colombiano, nota para o remate de Varela às malhas laterais e o cabeceamento de James, com a bola a passar perto da trave do guardião doa madeirenses.

O (grande) golo, único da primeira parte, surgiu ao minuto 37, com Guarín a fazer aquilo que tão bem sabe fazer: surpreender o guarda-redes da equipa adversária com um “tiro” de fora da área.

Antes do apito do intervalo, João Moutinho enviou uma bola ao poste.

Carlos Xistra enviou as duas equipas para o balneário e com o resultado favorável aos Dragões.


No segundo tempo, ao minuto 59, o FC Porto aumentou a vantagem por intermédio do brasileiro Hulk, a fazer outro grande golo de fora da área, sem hipótese de defesa para Boeck.

Com dois golos “no bolso”, os Dragões cresceram mas foi a equipa da Madeira que conseguiu marcar, reduzindo a desvantagem para 2-1. Ao minuto 70, Baba, após livre indirecto, conseguiu livrar-se da defesa portista e cabecear para o fundo das redes de Helton.

O FC Porto, ou melhor Guarín, mostrou a sua insatisfação com o golo sofrido, repetindo o “tiro” que deu origem ao primeiro golo. O colombiano voltou a puxar a culatra e desferiu outro potente remate, sem defesa para o guarda-redes.

Os adeptos do Estádio do Dragão pediram mais um golo e James Rodríguez, depois de um generoso passe de Hulk, fez facilmente o quarto para os portistas.

André Villas-Boas deu ainda outra alegria aos adeptos ao colocar em campo Mariano González, que regressou às competições 10 meses depois.

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas-Boas: «Tendo sido menos incisivos na altura, fizemos um jogo parecido com este frente ao Nacional e acabámos por perder. O futebol é imprevisível. Hoje, o Marítimo colocou-nos um desafio difícil, até porque vinha de um percurso de oito jogos sem perder. Fazer uma exibição destas, com grande carga incisiva, foi fantástico. Foi óptimo para o jogadores darem esta resposta, depois de terem sido tão criticados de forma tão agressiva. Foi uma semana longa, em que parecia que a organização do FC Porto já valia pouco. Fomos sempre competentes, só que o imprevisível aconteceu. Acreditamos na nossa competência e no nosso trabalho. Num jogo destes, fazermos o que fizemos foi uma prova clara de competência. É importante que o público mantenha a empatia com o grupo e que não se deixe levar pela crítica fácil. Demos um sinal forte e demonstrámos que unidos é que fazemos a diferença. Sem o Falcao na frente, viu-se a qualidade, o talento e a polivalência do Hulk para jogar em várias posições. Estamos satisfeitos com o que temos e não é por o mercado abrir que nos sentimos obrigados a mexer numa estrutura competente.»

Guarin: «Acho que é mérito, antes de mais. Tenho tentado sempre rematar de fora da área, às vezes saem disparates, mas continuo a tentar e felizmente hoje saiu bem. Quero agradecer à equipa, porque somos um grupo. Ter a oportunidade de marcar dois golos deixa-me muito contente, dedico-o à minha família e aos meus pais».

32 comentários:

Anónimo disse...

Que bem que nos fez aquela derrota contra o Nacional!
Grande Porto!
Jogo claramente dominado pelo porto e com um GOLÃO do Guarin deste o meio-campo e outro GOLÃO mas desta vez de Hulk.
abraço

M.P

Anónimo disse...

"Surgiu um grande golo do Guarín, no segundo remate do F.C. Porto, creio. Toda a nossa estratégia ficou condicionada. O que pretendíamos não era suficiente. Na segunda parte, novo grande golo, ao terceiro remate do F.C. Porto. Corrigimos o que estávamos a fazer mal, fizemos o golo, estávamos a crescer, mas com o terceiro golo a equipa ficou partida. O F.C. Porto ganhou bem. Foi tremendamente eficaz e as suas individualidades hoje apareceram."
Pedro Martins, treinador do Marítimo

Comprem uns óculos para este gajo...
Tremendamente eficaz?
No primeiro minuto, Belluschi, da meia lua, em vez de rematar com força fez um autêntico passe ao GR do Marítimo; no minuto seguinte, após uma arrancada de Hulk pela esquerda, o cruzamento foi para as costas de Varela (teria sido só empurrar para a baliza escancarada). Ou seja, se o FC Porto tivesse sido "tremendamente eficaz", ao 2º minuto já estaria a ganhar por 2-0.
E podia falar de mais meia-dúzia de boas oportunidades desperdiçadas, a começar pela bola ao poste enviada pelo Moutinho.

Tiago Araújo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem tivemos a atitude certa, diante de um Marítimo que veio fazer jogo passivo, abdicou de atacar, e tinha como clara estratégia chegar ao intervalo com o marcador a zero, e jogar com o nosso possível nervosismo na segunda parte.

Mas Guarin com um golaço abriu o marcador e deu justiça ao marcador à partida para o intervalo.

Nota para Carlos Xistra, na primeira parte, que fartou-se de apitar, teve má avaliação de lances, de interpretação de leis da vantagem etc.
Deveria ter expulso Ricardo Esteves que num lance sem bola deu com os braços no rosto de Belluschi. No lance do golo do Marítimo, é Sapunaru que é pisado, sai mesmo lesionado e ainda leva amarelo, quando o amarelo seria para Djalma, ou seja segundo da noite para Djalma e que portanto deveria ser expulso.
Felizmente este lance não teve influência no resultado, pois nós fizemos um jogo bravo e vencemos bem, e para penalizar a atitude do Marítimo, devia ter sido por score mais elevado.

Guarin foi o homem do jogo. Neste esquema de jogo de Villas-Boas em que não há um médio defensivo fixo, Guarin pela sua força, capacidade técnica, resistência física e capacidade de remate de longa distância, tem vindo a ganhar o seu espaço na equipa, aproveitando bem a lesão de Fernando.
Vai ser uma boa dor de cabeça para AVB decidir quem ocupará a posição mais recuada do meio campo.

Moutinho foi o pêndulo da equipa, fantástico.
James também está a aproveitar bem as oportunidades, e em jogos que tem mais espaço, demonstra toda a sua capacidade.
Hulk está a fazer uma época fantástica, e ontem esteve bem.
Helton transmite serenidade, Otamendi foi um "bombeiro", Sapunaru e Rafa também estiveram bem.
Destaque também para o regresso de Mariano e para o público.

Concluímos a 1ª. volta com um excelente registo e agora temos 8 jogos fora e 7 em casa até final do campeonato, que vamos lutar para vencer e reconquistar o ceptro de campeões que nos foi roubado na época passada.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Anónimo disse...

Grande Guarín..Grande Porto..e já agora é fantástico ver o nosso grande Presidente festejar daquela forma o 4o golo da equipa, não se cansa de ganhar!
Mais uma vez uma assistência fraquinha, a equipa merece mais!

Faço só um reparo, o vídeo que postou é relativo ao Porto-Maritimo da época passada, pelo que me apercebi, não sei se é intencional, mas fica o reparo.

Ana Moreira

FCPorto Sempre

João Manuel Couto disse...

Boas,
Mais uma vitória do nosso F.C.Porto a contar para o campeonato.
Agora a próxima competição é a taça de portugal no Estádio do Dragão.

abraço

Anónimo disse...

mais um jogo que me encheu as medidas dentro e fora do campo!

Nao me importava nada que a assistencia fosse esta até ao fim do campeonato. Só faz falta quem la está sempre.

ALE ALE, ALE ALE, FORÇA PORTO ALEEEE

Armando Pinto disse...

Grande resposta da equipa do F. C. Porto a todas as campanhas que a mouraria lançou ao longo da semana, grande jogo dos nossos futebolistas e uma vitória esclarecedora, apesar de ter de jogar também contra aquela péssima arbitragem, do Xistrema nojento e escandaloso. Guarin é mais um que com Villas-Boas até parece outro!
Abraço.
http://longara.blogspot.com/

Sevilha 03 disse...

Excelente vitória com golos fantásticos! Não se podia pedir mais na noite de ontem.

Venha de lá essa 2ª volta!

Agora é importante vencer os próximos 4 jogos antes da deslocação a Braga (Naval/Dragão, Beira-Mar/Aveiro, Nacional/Dragão e Rio Ave/Dragão).

Vamos a isso PORTO!

Anónimo disse...

Em 28 jogos apenas um golo sofrido (o do Maritimo) de bola parada.

HD disse...

É importante referir que contra nós o Marítimo sofreu 40% dos golos que tinha sofrido até esta jornada.

Vamos ver como o clube do regime lida com a pressão!

Cumps

Soren disse...

Arbitragem revoltante. 3 amarelos por mostrar na 1a parte (faltas sobre Moutinho, Hulk e Guarin). A certa altura ha uma sequencia de 5 faltas em menos de 2 minutos em que nenhum Maritimista é admoestado. Amarelo a Guarin por festejar com um chapéu?

Um golo à imagem dos sofridos na época passada com total inoperancia no eixo da defesa. Um golo que nasce de uma falta inexistente, um choque furtuito de onde quem sai lesionado é o jogador do Porto que "por ser pisado" foi amarelado.

Enfim, o habitual em Portugal, uma arbitragem anti-futebol, à imagem do nosso triste campeonato onde o Porto vai jogando a anos luz da concorrencia.

Guarin nao é nenhum cepo. Nunca foi. Sempre foi um bom jogador, com um grande remate e muito possante. Esta é a primeira vez, desde que chegou ao Porto, que pode jogar 5 jogos seguidos com os titulares. O resultado esta a vista. Fernando é um verdadeiro "animal" em corrida e em recuperaçao, mas é uma verdadeira calamidade com a bola nos pés (vide jogo em Alvalade por exemplo) e ou melhora muito ou vai ter de esperar para voltar ao 11, porque Guarin é muito melhor na construçao ofensiva.

Gostei de ver o Presidente feliz. Mais uma semana de azia nacional. Bem hajam.

nelson barbosa disse...

Um pequeno comentário para o regresso do presidente Pinto da Costa. Fizeram-lhe bem as férias, está em grande forma, só espero que ele não tome medicamentos iguais aos do João Jardim, pois necessitamos dele mais alguns anitos.

nelson barbosa disse...

Excelente jogo do Porto. Resposta adequada às dúvidas de alguns portistas e às ilusões de alguns benfiquistas.
Não se pode dizer que Falcao e Pereira não fazem falta, mas quando a equipa funciona, consegue suprir a ausência mesmo de jogadores importantes.
Grande exibição do Guarin, a confirmar, que não sendo um fora de série, pode ser de enorme utilidade, como de resto já vinha a demonstrar desde a época passada.
James Rodrigues a dizer que poderá a vir a ser, este sim, um fora de série.
Hulk, mais uma vez, a demonstrar que não é deste campeonato. Temos mais meio ano para gozar da sua presença, aproveitemos entretanto. É pena é o Porto não possuir a totalidade do seu passe, mas é a vida... como dizia o outro.

ruimanelfcp disse...

Grande vitoria e grandes golos.
O jogo começou aos vinte minutos apesar de Carlos Xistra tudo ter tentado fazer para ofuscar a grande vitoria do FCP,não teve tempo,Guarin respondeu com um golaço ás criticas,com outro grande golo e uma força interior e fisica que sempres lhe reconheci.É um jogador á FCP tal como João Moutinho,chega a assustar as suas vindas á frente e a força fisica como recupera a posição defensiva.
Toda a equipa correspondeu e teve a atitude desejada em campo,saliento em primeiro lugar a equipa apresentada pelo André Villas Boas,o Fernando não deve estar totalmente recuperado daí a entrada de Guarin que soube corresponder,talvez em jogos deste tipo e com este tipo de adversarios seja dele o lugar.Otamendi correspondeu inteiramente e ainda fez o lugar do lado direito.James provou que tambem sabe defender.Varela ainda a recuperar mas um poço de força.Hulk igual a si proprio,um gigante.
Contudo uma preocupação,o golo consentido do Maritimo,estão dois jogadores sozinhos para cabecear e fica-me a duvida se a bola não é do Helton,a corrigir.
Sapunaru,Belhuchi e Rafa cumpriram muito bem.
Arbitragem - deste individuo para ser meigo nada mais se pode esperar é uma segunda versão do pobre Paixão. O amarelo a Sapunaru é miseravel...
Nota final - Walter ficou a ver o jogo.espero que tenha gostado e quando novamente entrar em campo dê tudo o que tenha.Mariano parece recuperado,vamos ver o que dá,ele ainda não provou,mas tem atitude,para quem está parado desde Março a sua entrada foi um pequeno estímulo,aguardemos.
TODOS AO DRAGÃO!

'mega' disse...

Majestosa reacção acrescentou eu sem acordo ortográfico como se impõe... belos golos, belo jogo, a manter pelo resto da época... Estamos a 11 pontos dos 2ºs classificados.. Esses, amanhã, provarão ou não, se sabem aguentar a tal pressão...

Anónimo disse...

Estamos a 11 pontos do benfas, para ser profissional amanhâ toda a imprensa e tv da Capital vai realçar o facto.Finalmente constataremos que afinal os "rapazes" são imparciais.LOL

Carvalho Guimarães

iur disse...

Presidente e treinador: um espectáculo observar como vivem o nosso Clube!

Muito bem a nossa equipa.

A nossa querida comunicação social não dá importância à pressâo dos que estão a 12...?

Anónimo disse...

Grande FCP, incrivelmente espectacular!

Anónimo disse...

Caro Tiago,

Começo o meu comentário por subscrever o que disse sobre o Guarin. Repito o que já disse noutra ocasião:este é um jogador à Porto, e nesta altura pessoas como o MST ou mesmo o Miguel Guedes, que tanto malharam no rapaz, terão que dar o braço a torcer. Embora no caso do MST, como bem sabemos, isso dificilmente acontecerá...

Foi um bom jogo da nossa equipa e desta vez não houve pausas ou desacelarações. Fomos constantes durante todo o jogo e claramente houve jogadores que se destacaram: alé de Guarin, esse miudo de nome James, que categoria... Também uma palavra ao nosso Presidente: obrigado e fale mais vezes!

Um abraço,

Portista de Cascais

Nuno Araújo disse...

Grande jogo que eu vi ontem no dragão, grande exibição e grandes golos! Assim a vitória foi muito mais saborosa!

málaga_fcp disse...

Jogo grande o de ontem há noite! se continuarmos assim o titulo será brevemente nosso e já vamos entrar na 2ª volta!

Armando Rocha disse...

JOGO BONITO!

Justiceiro Azul24 disse...

Não há imagem do 5-1, ou até mesmo 5-0 como demos aos benfiquistas?

Anónimo disse...

FCP|

Luis disse...

Com este resultado regressou tudo há normalidade!

João Manuel Couto disse...

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, disse este sábado, depois da vitória sobre o Marítimo, que se tem divertido com a troca de palavras entre André Villas Boas e Jorge Jesus, treinador que voltou a elogiar.

Para Pinto da Costa, a troca de palavras entre os treinadores tem sido «gira». «Cada um no seu estilo, tenho gostado bastante», disse o presidente dos dragões, que não se mostrou incomodado com o facto de o treinador do Benfica ter recusado os seus elogios, dizendo que Pinto da Costa queria dividir os benfiquistas. «Ele é inteligente e é por isso que sou amigo dele. Não gosto de gente estúpida.»

Amizades à parte, Pinto da Costa não se inibiu de ironizar sobre a ideia defendida por Jesus de que o FC Porto estaria pressionado pelo Benfica: «Ficámos desestabilizadíssimos, não notaram? Estávamos cheios de medo, a tremer, era uma pressão enorme. Agora, no jogo com o Pinhalnovense, nem sei como vai estar a equipa», ironizou Pinto da Costa, para quem o título ainda está longe de ser conquistado: «Nunca se sabe... Se perdermos três pontos e os vermelhos ganharem todos os jogos... Nunca se sabe».

fonte: abola.pt

Anónimo disse...

A vitoria do Porto não foi justa devia ter perdido mas confesso que o Guarin fez um grande golo, e o maritimo devia ter feito melhor. abraço

Tiago Araújo disse...

Caro Anónimo,
Não foi justa?? Com certeza que não deve ter visto o jogo.
Reveja o jogo inteiro e depois diga qualquer coisa.

Um abraço

Anónimo disse...

o titulo já é nosso!

Anónimo disse...

É sempre bonito, e uma grande satisfação, assistir a um jogo com uma vitória e bonitos golos.
Mais uma boa moldura humana e um relvado do melhor que há.
Estamos todos de parabens.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.

Falcãozinho disse...

Boas

Grande resposta do Porto após a primeira derrota... Com Guarín em grande destaque a equipa toda jogou a bom nível, apesar de alguns momentos de apatia...

Quem esteve em alto nível o jogo todo foi o Xistrema...

abraço