sábado, 11 de dezembro de 2010

Antevisão do Jogo - F.C.Porto x Juv. Évora - Taça de Portugal

Ó árbitro é Marco Ferreira, auxiliado por Sérgio Serrão e Tomás Santos

Convocados do F.C.Porto:
Guarda-redes, Helton e Kieszek,
Defesas, Sapunaru, Sereno Maicon, Otamendi, Álvaro e E.Rafael,
Médios, R.Micael, Belluschi, Moutinho, Guarin e Castro,
Avançados, Ukra, James, Falcao, Walter e Hulk

Equipa provável: Kieszek, Sapunaru, Sereno, Maicon e E.Rafael ou Álvaro, Guarín, R.Micael e Belluschi, Hulk, Walter e James.



Antevisão de André Villas Boas:


Memórias do duelo de 1997
«O FC Porto tornou fácil esse jogo com o Juventude de Évora. Lembro-me que estava sentado na bancada. Há uma competição desigual em termos individuais. No entanto, repito que há uma grande importância do factor motivacional – frente ao Limianos, vencíamos por 1-0 ao intervalo e apenas atingimos um resultado algo volumoso no fim. Quero acreditar que vamos ter um adversário completamente motivado. Perdeu um jogo a meio da semana, mas vem motivadíssimo para jogar no ambiente do Estádio do Dragão e isso será suficiente para recuperar a equipa fisicamente.»

Motivação no topo
«Queremos acreditar que vamos estar motivados para o jogo com o Juventude de Évora. Recordo aqui uma frase de Vicente del Bosque, que já partilhei com os jogadores antes do encontro com o Moreirense: ele disse que o campeão do mundo não tinha encontrado motivação suficiente para jogar com Portugal e aconteceu o que aconteceu. Queremos e estamos preparados para encontrar motivação para vencer o Juventude de Évora e seguir em frente na competição. Toda a gente esperava que o FC Porto fosse a Moreira de Cónegos passear e tivemos de suar muito. Os jogos da Taça são mágicos, o que temos a fazer é reduzir a imprevisibilidade e estar alerta, essencialmente no que toca ao factor motivacional. Se não se estiver no topo paga-se caro o erro, saindo de uma competição histórica para nós e que queremos vencer.»

33 jogos sem perder
«O nosso estímulo tem de ser o de atingir objectivos. A invencibilidade de 33 jogos anterior vem de uma equipa histórica, que ganhou a Taça UEFA e a UEFA Champions League. Foi uma equipa com títulos, inesquecível, e nós ainda procuramos tornar esta equipa inesquecível. Não é por ter passado este período – que inclui uma parte da época passada, em que falhámos alguns objectivos importantes – que nos vamos orgulhar. Orgulhamo-nos pelos títulos, que estou confiante que vamos atingir. Os troféus conquistados pela equipa de 2003 e 2004 pesam muito mais do que aquilo que o FC Porto está a fazer.»

Muitas opções
«Todos os jogadores me dão máximas garantias. Temos sido afectados por algumas lesões, umas musculares, outras traumáticas. Temos uma equipa pronta e boas opções para esse jogo. O Castro e o Ukra têm sido elogiados por mim em privado e em público. Não quero abdicar deles. O plantel é extenso, mas é um número controlável. O James tem um potencial incrível e pretendo fazê-lo evoluir – teve uma semana muito positiva e já lhe disse que conto com ele. Esta é uma oportunidade boa, mas não será a última, com certeza. O Souza esteve com um problema lombar e já recuperou, pelo que, mais tarde ou mais cedo, reentrará nas convocatórias. O Walter dá-me totais garantias. É um goleador e em pouco tempo fez quatro golos. Terá as suas oportunidades.»






( imagem retirada do blogue dragaopentacampeao2 )

4 comentários:

Anónimo disse...

Sendo assim!- espero que seja um jogo que muda aos 6 e acaba aos 12.
Mais relaxante que isto não pode haver. Só que os tempos eram outros; agora, muita das vezes a Minhoca não respeita a cobra.
Espero que os jogadores do FCPorto saibam respeitem o adversário, e é mais uma vitória para a nossa contabilidade.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.

Anónimo disse...

O nosso treinador é uma pessoa inteligente, perspicaz e não foge das questões, tudo qualidades que eu muito aprecio nele! Acontece que o que nos agrada, a nós portistas, desagrada aos outros, sobretudo os adeptos do clube do regime! E isso tem me agrada, confesso... Villas Boas falou hoje e mais uma vez defendeu o clube e os nossos jogadores bem a propósito e nem os vasquinhos ficaram sem resposta. Bravo!

Quanto ao jogo de amanhã, parece que o James vai ter a oportunidade por que todos esperávamos!

Um abraço,
Portista de Cascais

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Hoje vamos ter pela certa, um Juventude de Évora motivadíssimo no Dragão, pois não tem nada a perder. Só tem a ganhar ... tentar fazer história, jogar contra alguns dos seus ídolos, e quem sabe mostrarem qualidade para dar o salto para divisões superiores.

Ao nosso Porto, independentemente de quem jogue, não há desculpas para falhar. Os atletas tem de encarar o jogo com seriedade, ambição e garra, tal como se um jogo contra uma grande equipa se tratasse. Só assim se constroem equipas com mentalidades vencedoras.

Espera-se naturalmente uma vitória do nosso Porto, e não precisa ser de goleada como a de à 12 anos, basta ser uma vitória "sem espinhas".

Espera-se uma grande festa no estádio, que as gentes de Évora compareçam, e que os portistas aproveitem o jogo para trazer as suas famílias ao Dragão neste dia de festa da Taça.

Abraço e bom fim de semana

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

r.m.silva da costa disse...

À eficácia comprovada dos seus méritos de treinador, André Villas Boas, soma a inteligência, elegância e simpatia que vem demonstrando nas conferências de imprensa. Fala do que deve falar na medida e tempo certos, está atento ao que vai ouvindo e lendo por aí e não deixa sem resposta os seus críticos, não sentindo qualquer constrangimento em esconder a sua faceta de adepto do FC Porto.

Dêem-lhe tempo e sigamos com atenção a evolução de uma carreira de um grande treinador de futebol.